Home Editorias Polícia Polícia Civil incrementa tecnologia e lança novas ferramentas móveis para uso dos...
fullinterna_1
fullinterna_2


Polícia Civil incrementa tecnologia e lança novas ferramentas móveis para uso dos profissionais da instituição

| Por


Assessoria/Polícia Civil-MT

Duas novas ferramentas desenvolvidas pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação (Coti) da Polícia Civil para auxiliar nas investigações e no trabalho policial foram apresentadas, na tarde de quarta-feira (29.09), em evento no Sindicato dos Investigadores (Sinpol) em Cuiabá, que reuniu servidores de todas as delegacias do estado. 

Os produtos Vinculum 2.0 (atualização do sistema Vinculum) e o Geia App (aplicativo que permite acesso ao sistema Geia pelo celular) trazem novas possibilidades que contribuem para a agilidade da investigação policial. 

Entre as novidades das ferramentas como pesquisa em diferentes sistemas, cruzamento de informações e facilidades que permitem que o policial possa utilizar os recursos móveis na rua, durante a diligência, realizando o trabalho de forma mais ágil, com amplo acesso a dados. 

Após quase 10 anos de existência do módulo Vinculum, a COTI lança a versão 2.0, que é a atualização da versão anterior para uma plataforma com uma tecnologia mais moderna, rápida e robusta, com mais funcionalidades do que as previstas na versão anterior.

Além da pesquisa em diferentes sistemas, a atualização do módulo permite a coleta mais célere das imagens de presos que passam pelas unidades, através de QR Code que pode ser lido com a câmera do celular e carregado diretamente para o perfil do suspeito, não precisando baixar a imagem para enviar ao sistema.  

O segundo produto lançado, o Geia App, também traz as mesmas possibilidades de pesquisas do Vinculum 2.0, porém, com a possibilidade de acessar as informações de forma móvel, o que anteriormente só era possível por meio de um computador (desktop). 

O aplicativo também contará com funcionalidades do sistema Argus e, em breve, alguns serviços cartoriais e outros que estiverem disponíveis para o policial na delegacia. Outra novidade ofertada no aplicativo será a Carteira Funcional virtual (e-funcional), que será liberada a partir do mês de dezembro com a chegada das novas identidades funcionais. 

Segundo o gerente de Desenvolvimento de Sistemas da Polícia Civil, Ricardo Barcellar, o sistema completa 10 anos em 2022 e estava com uma plataforma defasada, que não permitia a adequação em várias tipos de tela, seja por aplicativo, computador e também em relação às consultas em diferentes sistemas. 

“Os produtos lançados vem para atender demanda dos policiais de disponibilização em outras fontes de dados, que foram incluídas para aprimoramento do trabalho policial, além do recurso do reconhecimento facial, que contribui no reconhecimento de suspeitos auxiliando as investigações”, disse. 

O coordenador da COTI, Fábio Goés, explica que por questão de segurança, o aplicativo precisa ter uma liberação especial, com a primeira instalação através de código para habilitação do aparelho celular. 

“A ideia é que através do aplicativo, o policial tenha acesso a um conjunto de funcionalidades de qualquer lugar. Só será permitida a habilitação de um aparelho por servidor. É um meio de segurança para coibir o uso indevido por não policiais”, disse. 

Nova identidade Geia

Junto aos novos produtos apresentados no evento, também foi lançada a nova logomarca do Geia, sendo o sistema rebatizado como “Geia – Sistemas Policiais”. A mudança vem para atender a fase de modernização da Polícia Civil, uma vez que todos os sistemas estão passando por atualizações.

“O Geia precisava acompanhar as evoluções que estão ocorrendo, sendo percebida a necessidade da atualização da logomarca. Foram passando os anos e como hoje temos na equipe, profissionais que trabalham na área de identidade visual, foi criada a nova marca que mostra a modernização e avanços da Polícia Civil na área de tecnologia”, disse Fábio.

Fonte: PJC MT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here