Home Chicote Vereadora consegue R$ 50 mil para Bombeiros de Primavera e humilha colega...
fullinterna_2


Vereadora consegue R$ 50 mil para Bombeiros de Primavera e humilha colega de parlamento

| Por Da Redação NMT

A vereadora Wanessa Mello, do MDB de Primavera do Leste, conseguiu, nos últimos dias, mais precisamente em pleno aniversário da cidade (dia 13 de maio) R$ 50 mil para a compra de diversos equipamentos para uso do Corpo de Bombeiros, como sopradores, aparelhos de radiocomunicação e até um fogão para o refeitório da 6º Companhia Independente – CIBM, de Primavera do Leste.

A situação acabou sendo uma lição e tanto no vereador Adriano Carvalho (PODE), que tem aumentado o tom das críticas contra a própria Câmara de Vereadores e ao prefeito Léo Bortolin, além do seu partido, o MDB, por uma suposta omissão de todos, segundo sua visão, em relação às necessidades dos bombeiros, que é um órgão estadual, ou seja, de responsabilidade orçamentária do Governo do Estado.

O vereador, que antes da vida eletiva era policial rodoviário federal, estranhamente tem tentado, a todo custo, desviar a finalidade exatamente de R$ 45 mil conveniados entre o Município e a corporação que um dia fez parte. Adriano tem inflamado as redes sociais, sobretudo contra colegas de parlamento que lideram importantes comissões, como é o caso de Wanessa, incitando “haters” a achincalharem vereadores em suas páginas.

Wanessa expôs publicamente a tática chantagista de Carvalho, durante fala na tribuna do parlamento local, e ressaltou que ao invés de ficar com mimimi na internet, inflamando a população contra vereadores e o prefeito, bem como tentando prejudicar outros convênios já anteriormente estabelecidos, Adriano poderia ter pego um carro e fazer “como ela fez: ido até Cuiabá e resolvido a questão”.

Parlamentar se articulou junto a deputado da bancada do MDB. Foto – Reprodução

O recurso garantido por Mello foi de emenda parlamentar junto ao deputado estadual, Thiago Silva, do seu partido, o MDB, sigla pesadamente criticada, de maneira generalizada, por Adriano. “É assim que meu partido, que tenho muito orgulho, trabalha: unido e em prol de solucionar os problemas do povo, não fazendo deles um palanque pra campanha pra deputado estadual, mas em cima de mim o “senhor” (Adriano) não fará isso”, detonou a parlamentar.

A sugestão estranha de Adriano em retirar dinheiro que está encaminhado para sua própria corporação, se dá pela enorme rejeição que o político possui em seu próprio ex-ambiente de trabalho. Segundo informações ouvidas pela reportagem, se depender da torcida dos colegas de farda, Adriano fica pra sempre na política. Não porque se sentem representados, mas porque simplesmente não aguentariam ele de volta, tamanha é a aversão.

O caso deixou muito claro dois exemplos clássicos do silêncio produtivo, no caso da vereadora, que só apareceu pra abordar o assunto depois que tinha a solução, enquanto do outro lado figura o barulho intenso e improdutivo. Todo representante público deveria saber, minimamente, que é eleito pra produzir soluções, não mais problemas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here