Home Chicote Ainda sem saber por qual partido, Pátio se movimenta como pré-candidato
fullhome_2
fullhome_1

Ainda sem saber por qual partido, Pátio se movimenta como pré-candidato


| Fonte: Da Redação NMT
O gestor não tem se restringido somente a postagens e discursos relativos ao interesse de Rondonópolis e começa a ampliar os horizontes. Foto - Assessoria

O atual prefeito de Rondonópolis, Zé Carlos do Pátio (SD), embora tenha perdido a condição de líder partidário ao atual deputado federal, Dr. Leonardo Albuquerque (SD), ainda nutre o objetivo de trocar o comando do Executivo Municipal por algum projeto grande, em 2022.

Segundo fontes ligadas ao gestor, que teve quase 44% dos votos válidos em sua reeleição, no ano passado, os objetivos de Pátio seriam uma disputa ao Senado Federal ou ao Governo do Estado. Voltar à Assembleia Legislativa de Mato Grosso ou disputar a Câmara Federal, neste momento, são possibilidades que não atraem.

O prefeito, aliás, já tem acumulado um certo desgaste com lideranças do PSD, como o senador Carlos Fávaro e o deputado estadual, Ondanir Bortolini, o Nininho, por ter indicado claramente que seria candidato em 2022, o que abriria espaço para o jovem empresário do PSD, Aylon Arruda, hoje vice, assumir o comando do Executivo Municipal já no ano que vem.

Ocorro que logo após garantir o triunfo nas urnas, também pela ajuda do PSD, Pátio já adotou um discurso bem mais moderado e publicamente sinaliza até a vontade de finalizar o mandato, só saindo para “coisa grande”. A postura irritou os aliados do pleito de 2020. Nas redes sociais, porém, Pátio tem se comportado como pré-candidato.

O gestor não tem se restringido somente a postagens relativas ao interesse de Rondonópolis e começa a ampliar os horizontes. Nos últimos dias parabenizou Ipiranga do Norte, Santa Terezinha e Itanhangá, pelo seus aniversários, e hoje (8) fez menção à Cuiabá, que faz 302 anos. Em se tratando de Pátio, que não costuma fazer nada à toa, isso já representa muito.

O discurso de Pátio também tem expandido além das fronteiras municipais. Antes ferrenho defensor dos interesses únicos de Rondonópolis, o prefeito agora começou a falar “por Mato Grosso”. Nas insistentes defesas por mais vacinas contra a COVID para o estado, inclusive, está o maior exemplo disso.

Antes de tudo, porém, o prefeito precisa arranjar um partido, já que o SOLIDARIEDADE se inclina muito mais a uma composição do que ao lançamento de candidaturas à majoritária. Aliás, o foco do partido, desde a direção nacional até a estadual, é a Câmara Federal.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here