Home Destaque Nosso Judiciário fala sobre Justiça Restaurativa em Escola de Várzea Grande
fullinterna_3


Nosso Judiciário fala sobre Justiça Restaurativa em Escola de Várzea Grande

| Por
Cerca de 170 alunos do Ensino Médio da Escola Estadual Professora Maria da Cunha Bruno, do bairro Jardim Primavera, em Várzea Grande, receberam o projeto “Nosso Judiciário”. Esta foi a 111ª unidade de ensino atendida pelo projeto, que é desenvolvido pelo Poder Judiciário de Mato Grosso, com objetivo de divulgar informações sobre o funcionamento e a atuação da Justiça, além de aproximar a instituição da sociedade.
 
Os alunos se reuniram no pátio central da escola e ouviram a palestra proferida pelo técnico judiciário Neif Feguri sobre Justiça Restaurativa, práticas de conciliação, temas como crimes cibernéticos, bulling, Direitos do Consumidor, estrutura do Judiciário, juizados especiais e justiça gratuita. “Nosso objetivo aqui é aproximar o Judiciário dos estudantes, pois acreditamos em vocês. Vocês são o futuro da nossa cidade, do nosso Estado e do nosso país. Do meio de vocês sairão novos delegados, advogados, juízes, políticos e qualquer outra profissão que vocês quiserem se tornar”, afirmou.
 
Todos os participantes receberam cartilhas informativas que foram entregues pelo técnico judiciário Antônio Cegati, que integra o projeto.
 
A estudante do 2º Ano, Maria Clara Alves, 16 anos, aprovou a ideia de o Judiciário ir até a escola. “Foi muito importante a fala do palestrante, trouxe mais informações para gente sobre nossos direitos e deveres também. Gostei muito quando ele explicou sobre os juizados e gostei de ter a cartilha, porque o que a gente não conseguiu absorver hoje pode reler”, analisou.
 
A presidente do Grêmio Estudantil Meme (Mais Esporte, Mais Educação) e aluna do 2º Ano, Sarah Lima, gostou da iniciativa do Judiciário. “É uma ideia muito boa porque muitos de nós não sabíamos de alguns direitos e como garantir isso. Algumas coisas que o palestrante falou já aconteceram conosco, mas não sabíamos a quem recorrer e agora já temos a informação. Vou levar a cartilha para casa e mostrar para família, eles também poderão aproveitar”, declarou.
 
#Paratodosverem. Esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência visual. Imagem 1: Foto horizontal colorida da fachada da escola. Imagem 2: Foto horizontal colorida. O palestrante segura com uma das mãos a cartilha do projeto e com a outra o microfone para falar com os estudantes, que estão sentados em cadeiras na frente dele. Imagem 3: Foto horizontal colorida da estudante Maria Clara, que concede entrevista para a equipe do TJMT. Imagem 4: Foto horizontal colorida da estudante Sarah Lima.
 
Alcione dos Anjos
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
 
 
 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here