Home Destaque PJC prende mototaxista por sumiço de travesti em MT
fullinterna_3


PJC prende mototaxista por sumiço de travesti em MT

| Por

Um homem de 40 anos, suspeito de participação no desaparecimento da travesti Samantha Armando Lima da Silva, de 28 anos, ocorrido em junho de 2021, no município de Cáceres (228 km a oeste de Cuiabá), teve o mandado de prisão temporária cumprido pela Polícia Civil, no final da tarde desta terça-feira (23.08), na cidade de Alta Floresta.

O suspeito foi identificado em investigações da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres como a última pessoa vista com a vítima e teve a ordem de prisão cumprida com apoio do Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Alta Floresta. 

Samantha é considerada desaparecida desde o dia 8 de junho de 2021, quando deixou o seu local de trabalho, em uma mototáxi com destino a comunidade do Facão, e desde então não foi mais vista.  

Desde o registro do desaparecimento, a equipe da Delegacia da Mulher de Cáceres realiza diligências, oitiva de testemunhas e outros trabalhos para esclarecimento dos fatos e localização da vítima. O mototaxista, com quem a vítima foi vista pela última vez, foi identificado e teve mandado de prisão temporária decretado pela Justiça.

Desde então, o suspeito era considerado foragido da Justiça, sendo o seu paradeiro descoberto na cidade de Alta Floresta, onde estava morando há cerca de três meses, trabalhando como pintor. Com apoio do Núcleo de Inteligência de Alta Floresta, a equipe da DEDM de Cáceres cumpriu a ordem de prisão contra ele. 

Ele foi conduzido à Delegacia de Alta Floresta, onde foi interrogado pela delegada da DEDM de Cáceres, Paula Gomes Araújo, e preferiu não colaborar com as investigações. “Ele passará por audiência de custódia e posteriormente aguardará decisão da Vara Criminal de Cáceres para ser recambiado para o município”, disse a delegada. 

As investigações seguem em andamento, para identificar e prender outros envolvidos no desaparecimento da vítima.

Fonte: Folha Max

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here