Home Destaque Justiça decreta prisão dois autores de homicídio após confusão em hotel
fullinterna_3


Justiça decreta prisão dois autores de homicídio após confusão em hotel

| Por

Dois homens identificados como autores do homicídio em um hotel de Paranatinga (373 km de Cuiabá) que vitimou Adriano Cavalcante Santos, de 43 anos, na noite do último domingo (21), tiveram as prisões preventivas decretadas pela Justiça, após a autuação em flagrante por parte da Polícia Civil. Adriano foi morto com golpes de canivete depois de ser agredido por um grupo de funcionários de uma empresa, que estava hospedado em um hotel da cidade. 

A Polícia Militar foi acionada para atender uma situação de briga generalizada. No local, encontrou a vítima caída, com ferimentos no tórax e nas costas. O  Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou o óbito de Adriano. Cinco pessoas envolvidas diretamente na briga, foram conduzidas à delegacia de Paranatinga e ouvidas pelo delegado Eric Martins. 

Conforme os levantamentos realizados no local do crime e diligências da equipe de investigação, foi possível individualizar as condutas de cada um. Dois deles, autuados em flagrante por homicídio qualificado, deram golpes com uma grelha de churrasco e com um canivete que resultaram na morte da vítima. A sequência das agressões foi captada por câmeras do circuito do hotel. 

Confusão e crime

Adriano era esposo da gerente do hotel e naquela noite tinha voltado ao estabelecimento para buscar um celular que a esposa tinha esquecido. Ao chegar ao local, funcionários de uma empresa, hospedados no hotel, faziam confraternização com um churrasco e ingestão de bebidas alcoólicas. 

A gerente conversou com o grupo para que finalizassem o churrasco, pois não era permitido bagunça no estabelecimento. Logo que ela saiu para pegar uma chave, dois dos participantes da festa seguiram-na, possivelmente, com a intenção de afrontá-la.

Foi então que o esposo dela desceu do veículo, questionou sobre o churrasco e dizendo novamente para finalizar a festa, quando então teve início uma troca de ofensas e a confusão generalizada. A gerente logo retornou ao local e conseguiu separar a briga. No entanto, quando encaminhava para o veículo, junto com o esposo, um dos suspeitos, de 42 anos, e desferiu um golpe contra a cabeça de Adriano com uma grelha de churrasco. 

Ele correu atrás do suspeito e um segundo homem, empunhando um canivete, desferiu um golpe por trás em Adriano, que caiu e novamente foi espancado e golpeado. Outro suspeito também desferiu socos na vítima, já caída ao chão, após ter tomado a primeira facada.

Imagens do circuito de segurança do hotel mostraram a sequência da briga, inclusive, o momento em que os dois autores do homicídio conversam entre si antes de começar a briga e quando um deles pega o canivete no bolso da roupa e o outro empunha a grelha para acertar a vítima. 

Além dos cinco conduzidos à Polícia Civil, outras duas pessoas, que teriam participado da briga, fugiram do hotel logo após o crime em um veículo Voyage. O carro foi localizado em Primavera do Leste (231 km de Cuiabá) e dentro dele estava o canivete utilizado no crime.

Golpes pelas costas

O delegado Eric Martins explicou que crime foi esclarecido, sendo necessárias apenas algumas diligências para concluir a investigação. “Duas pessoas responsáveis pelo homicídio estão presas e uma terceira, que agrediu a vítima, responderá pelo crime correspondente. Estamos com diligências para localizar as duas pessoas que fugiram, mas já apuramos que não estão envolvidas no homicídio e sim na confusão que se iniciou”, pontuou Eric Martins. 

“A vítima foi golpeada pelas costas, impossibilitando qualquer tipo de defesa e, mesmo caída, foi novamente atingida diversas vezes”, explicou o delegado, ao representar pela prisão dos dois autores do homicídio, que tiveram o flagrante convertido em preventiva pelo juízo da Comarca de Paranatinga, nesta terça-feira (23).

Fonte: Folha Max

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here