Home Destaque Com ajuda do amante, casada mata o marido em MT e vai...
fullinterna_3


Com ajuda do amante, casada mata o marido em MT e vai morar em GO

| Por

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Rondonópolis, deflagrou, nesta terça-feira (23), a Operação Súcubo, para cumprimento de sete ordens judiciais de prisão temporária e de busca e apreensão contra envolvidos em um homicídio ocorrido em março de 2021, em Rondonópolis (212 km de Cuiabá), tendo como vítima Edmilson Ferreira da Silva, de 46 anos, cujo corpo ainda não foi encontrado até hoje.

Ele foi morto pela esposa e pelo amante dela, que morava em Goiás, local para onde a suspeita se mudou depois. Com apoio do Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Rondonópolis e da Polícia Civil de Goiás, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e dois de prisão temporária nas cidades de Goiânia e Ceres.  

Em princípio, a Polícia Civil recebeu um registro de desaparecimento e, conforme as investigações avançaram, foi apurado que Edmilson foi vítima de homicídio. Ele desapareceu no início de março de 2021. 

Com a deflagração da operação, a Polícia Civil espera obter novas informações que levem à localização do corpo da vítima. As investigações tiveram início após o registro de boletim de ocorrência, feito pelo irmão da vítima, informando que não conseguia contato com Edmilson, desaparecido sem deixar rastros.

Com o início das investigações, a equipe DHPP apurou que se tratava de um crime de homicídio e não um mero desaparecimento. As investigações apontaram que a companheira de Edmilson, L.B.P, 40 anos, mantinha um relacionamento extraconjugal com G.M.C.F., de 58 anos, e juntos premeditaram, meses antes, a morte da vítima

De acordo com a apuração, a mulher de Edmilson passou detalhes do dia a dia da vítima para seu comparsa e arquitetaram o homicídio. Na data do crime o amante viadou para Rondonópolis e junto com a mulher, executou a vítima. Logo após o crime, ela foi para Goiânia, onde  amante já residia. O casal responde por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. 

PJC

Apreensões 

Durante a operação deflagrada nesta terça-feira, as equipes policiais flagraram diversos animais silvestres mantidos em cativeiro nos endereços alvos das buscas. Os animais foram encaminhados à Delegacia de Meio Ambiente de Goiânia para apuração das responsabilidades. 

O nome da operação, Súcubo, faz referência a uma personagem mitológica de um demônio com aparência feminina, que invade o sonho dos homens a fim de ter uma relação sexual e lhes roubar a energia vital.

Fonte: Folha Max

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here