Home Cuiabá Bandidos de MT aplicam golpes na OLX com nome de presidente da...
fullinterna_2


Bandidos de MT aplicam golpes na OLX com nome de presidente da OAB de SP

| Por Folha Max
PM-MT

Cinco criminosos, incluindo um adolescente de 16 anos, foram presos pela Polícia Militar neste sábado (15), em Cuiabá, aplicando golpes por meio do site de vendas OLX. Os militares descobriram que os bandidos se valiam de documentos falsos em nome do advogado Márcio Roberto de Castilho Leme, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Sorocaba (SP). Tudo para passar “credibilidade” de modo que as vítimas não precebessem que se tratavam de golpes.

Com os criminosos foram apreendidos R$ 3,6 mil e 11 celulares, além de 76 trouxinhas de cocaína e outras 3 de maconha. Os produtos foram encontrados numa residência no bairro Santa Cruz, usada pelos bandidos como uma espécie de “QC do crime”. Três deles têm registros policiais em suas fichas pelos crimes de tráfico de drogas, associação criminosa, roubo a mão armada e furto.

Consta no relato do boletim de ocorrência confeccionado pela Polícia Militar, que uma equipe do Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) fazia o patrulhamento pelo bairro por volta das 14 horas quando se deparou com um veículo Corolla de cor prata ocupado por 2 homens saindo de uma casa na rua José de Alencar. Quando eles perceberam a viatura, o condutor acelerou e fugiu em alta velocidade, o que deu início a uma perseguição por várias ruas até a Avenida Archimedes Pereira Lima, conhecida como Estrada do Moinho, onde foram interceptados e obrigados a parar o carro.

Dentro do Corolla os militares encontraram R$ 600, além de 4 celulares e 6 chips em posse de um dos ocupantes. A viatura então voltou à residência de onde eles tinham saído e encontrou outros 3 homens no imóvel.

Um deles contou que a casa era alugada e funcionava como escritório para golpes da modalidade OLX. Ele também informou que utilizavam um perfil falso do presidente da OAB da cidade paulistana na prática dos golpes. Os criminosos presos têm idades de 21, 22, 23 e 29 anos. Seus nomes não foram divulgados pela Polícia Militar que disponibilizou apenas o histórico criminal relativo a 3 deles, pois o menor e o rapaz de 22 anos ainda não possuÍam anotações criminais. Todos foram conduzidos para a Central de Flagrantes para registro da ocorrência e autuação por parte da Polícia Civil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here