Home Editorias Agricultura Produtor assistido pelo Senar Goiás tem menos perdas e mais lucro com...
fullinterna_1
fullinterna_2


Produtor assistido pelo Senar Goiás tem menos perdas e mais lucro com plantio de girassol

| Por


Goianos são encantados com girassol. De maio a junho ficam frequentes as fotografias em belas lavouras floridas. E elas estão cada vez mais fáceis de serem encontradas, tamanho crescimento da cultura no Estado. “A planta é tolerante. Mesmo que chova pouco, depois que enraizar, dificilmente se tem prejuízo por falta de água. Diferente do que acontece com o milho safrinha”, explica Augusto Batista, técnico de campo do Senar Goiás.

Esse ano, como o plantio do milho safrinha atrasou, Eduardo Alves, produtor assistido do Senar Mais Grãos no município de Vianópolis, terminou a colheita dos 67 hectares de soja e já plantou girassol. “A cultura é de fácil manejo e com muita tolerância hídrica ou seja ao período da seca. Outro fator que me ajudou foi a orientação de gestão do Senar Goiás. Com ela tenho uma visão mais ampla dos custos e isso é importante na tomada de decisões da safrinha, principalmente em qual cultura plantar”.

Outras vantagens para o cultivo do girassol, que os produtores da região de Vianópolis encontram, são o acesso a sementes e insumos via cooperativa e a compra da produção garantida por contrato. O preço pago por saca esse ano foi de R$ 140 reais, o que equivale a aproximadamente o dobro de 2020. A colheita na fazenda do Eduardo deve acontecer nos próximos 40 dias.

“Na Assistência Técnica e Gerencial do Senar Goiás (ATeG), fazemos uma análise juntamente com o produtor e diante do que ele tem pra investir, damos um direcionamento. Essa decisão pelo cultivo do girassol foi muito acertada nesse cenário de falta de chuva que enfrentamos mais cedo. A expectativa é de um lucro, livre por hectare, de R$ 2 mil reais. Um excelente resultado”, detalha o técnico de campo do Senar Goiás.

Acompanhe mais informações sobre o girassol no vídeo.

Fonte: CNA Brasil

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here