Home Editorias Agricultura Senar-MT capacita mão de obra para atuação no manejo sanitário de rebanhos...
fullinterna_2


Senar-MT capacita mão de obra para atuação no manejo sanitário de rebanhos no estado

| Por


Para garantir um rebanho saudável, o pecuarista deve contar sempre com um profissional bem capacitado e que realize o manejo dos animais de forma correta. O agente sanitário em saúde animal é o profissional responsável por realizar a vacinação e detectar as principais doenças que acometem o rebanho.

Contribuindo com o desenvolvimento da pecuária saudável no estado, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) em parceria com o Sindicatos rurais locais capacita mão de obra para atuação no manejo e prevenção de enfermidades no rebanho. Os treinamentos ofertados para a área são de Agente sanitário em saúde animal e Vacinação contra Brucelose.

Segundo o médico veterinário e instrutor credenciado junto ao Senar-MT, Joelson Antônio Silva, o agente sanitário em saúde animal, além de trabalhar junto ao pecuarista nos cuidados com o rebanho, também auxilia no cumprimento de legislações vacinais.

“Ele é responsável por comunicar os órgãos competentes sobre a ocorrência de doenças e sobre a realização da vacinação nos animais, além de produzir relatórios para o controle interno da propriedade”.

Silva lembra ainda da importância de se ter um profissional capacitado principalmente para a aplicação da vacina contra Brucelose. “A brucelose é a única vacina do Brasil que exige uma capacitação específica do vacinador. Denominadas de B-19 e RB-51, são vacinas vivas, que podem causar uma possível contaminação, quando não aplicada corretamente e sem a utilização dos equipamentos de segurança”.

O pecuarista Rodrigo Ferreira da Silva, conta que o manejo de vacinação é realizado três vezes ao longo do ano em sua propriedade, garantindo por meio da vacina, um rebanho totalmente sadio. “O manejo geralmente ocorre nos meses de maio, agosto e novembro. No caso dos bezerros levamos o tempo médio de vacinação de um bezerro por minuto. Já as vacas, o tempo é de 40 segundos”.

Proprietário da estância 2R, localizada no município de Acorizal, Silva lembra ainda da importância de se investir na vacinação e em um profissional bem capacitado. “Já tivemos problemas com algumas doenças como carbúnculo, botulismo e aborto. Conseguimos uma redução para quase zero, com o auxílio do profissional e nos investimentos em vacinas”.

Para o segundo quadrimestre do ano estão previstos seis treinamentos de agente sanitário em saúde animal e 22 para vacinação contra a brucelose. A programação dos treinamentos está ocorrendo de acordo com os decretos municipais e estaduais, relacionados à pandemia de Covid-19.

Fonte: CNA Brasil

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here