Home TJ MT “Obrigado, mãe”: filhos prestam homenagens neste Dia das Mães
fullinterna_3
fullinterna_2


“Obrigado, mãe”: filhos prestam homenagens neste Dia das Mães

| Por


Com apenas 12 anos, a adolescente Sofia Bischoff de Almeida é puro orgulho quando fala da mãe, a servidora Loiva Elinir Bischoff, que atua na 3ª Vara Cível da Comarca de Cuiabá. Acompanhada da irmã mais velha, Talita Bischoff Strelow, de 26 anos, ela só tem a agradecer pelo carinho recebido ao longo dos anos da figura materna. “Mãe é aquela que cuida e cria, que daria sua vida por você. Mãe é aquela mulher maravilhosa que tem uma laço de amor e de carinho, que emana um brilho de sol e, não importa o que aconteça, ela sempre estará comigo. Mãe, você é a pessoa mais especial que existe nesse mundo. Amo você, feliz Dias das Mães”, declarou a estudante numa surpresa especial à mamãe.
 
Questionada sobre o que a mãe representa em sua vida, a estudante Talita enfatiza que Loiva representa o amor. “E não é aquele amor de mãe e filha tradicional e clichê, é aquele amor pela vida que ela transborda pelos olhos toda vez que olha para o céu, logo após a meditação matinal. É aquele amor pelo trabalho que reflete nela, mesmo nos dias mais cansativos. É aquele amor pelos amigos naquele bom dia com chimarrão. É aquele amor por viver, pelo simples prazer de estar viva. É aquele amor de ser feliz, mesmo nos dias de mais caos. Enfim, ela representa AMOR, que me incita a ser melhor todos os dias, que me incentiva a viver de forma mais calma, mas com muita alma. Apenas amor”, assinalou a jovem.
 
Já para Pedro de Freitas Rodrigues, 30 anos, filho da juíza Leilamar Aparecida Rodrigues, titular da Segunda Vara Cível da Comarca de Tangará da Serra, a mãe representa, em primeiro lugar, boa parte da noção que ele tem sobre responsabilidade e dedicação ao que faz. “Foi observando-a trabalhar, com tanto afinco, que descobri que quando nos dispomos a fazer algo, devemos fazê-lo da melhor maneira que somos capazes. Aprendi também com ela que quando queremos realmente algo, nada é impossível, desde que nos dediquemos para o fim que almejamos com o máximo de nosso esforço”, salientou.
 
Segundo ele, muito mais do que uma magistrada, Leilamar representa muito do que ele sabe sobre como tratar a quem amamos. “Observando as atitudes dela em relação ao seu círculo familiar e de amizades, percebi que temos que ser carinhosos e afetuosos com quem nos importamos, e que os momentos de raiva ou estresse são passageiros, e o amor prevalece sobre eles. Porém, hoje, vivendo a uma grande distância da minha mãe, o que ela representa, de fato, para mim, diariamente, é um enorme sentimento de saudade. Te amo, mãe”, contou o jovem, que mora no Rio de Janeiro, onde atua no Tribunal de Contas do Município como técnico de controle externo. Além do filho caçula, a magistrada também é mãe de Wagner de Freitas Rodrigues Júnior, de 33 anos, que mora em Tangará.
 
Filha única da desembargadora Serly Marcondes Alves e mãe da única neta da magistrada, a psicóloga e acadêmica de Medicina Ticianna Marcondes Alves Franco, de 41 anos, aproveita a chegada do Dia das Mães para agradecer todo o amor recebido ao longo dos anos. “Minha mãe é um ser extraordinário! Uma das pessoas mais lindas e amorosas que conheço! Sempre comprometida, fiel aos seus princípios, com uma retidão incomparável. Exímia profissional e boa amiga. Capaz de falar as mais duras verdades, com gentileza. Avó presente, contente e atenta”, enalteceu.
 
Ticianna também agradeceu o sacrifício de sua mãe em compartilhar o exercício da maternidade com os próprios pais, quando era jovem e estava no início da carreira no interior do Estado, e teve que deixar a filha em Cuiabá. “Com toda nossa história de base, sua determinação em nos proporcionar uma vida segura, submeter-se à separação do convívio diário, e sei que compartilhar o exercício da maternidade não deve ter sido algo fácil, e hoje repetimos a história, onde ela compartilha a maternidade comigo, para que eu faça essa trajetória de poder proporcionar uma vida mais segura para os nossos amores. Uma mulher virtuosa, que Deus me concedeu a graça de ser sua filha. Espero ter herdado, pelo menos, 1/10 das suas infinitas qualidades. Eu a amo muito e gosto dela, da pessoa que ela é, pois são sentimentos muito distintos, sutis e únicos. Obrigada por tudo e por tanto mãe”, assinalou Ticianna, que é mãe de Ana Carolina, única neta – e outra verdadeira paixão – da magistrada.
 
No próximo domingo (9 de maio), celebra-se o Dia das Mães. Para marcar a data, a Coordenadoria de Comunicação do Tribunal de Justiça irá divulgar ao longo desta semana outras histórias de magistradas e servidores envolvendo o tema maternidade. Acompanhe!
 
Lígia Saito
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
 
 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here