Home Destaque Lei obriga SUS e clínicas particulares a realizar teste de autismo em...
fullinterna_2


Lei obriga SUS e clínicas particulares a realizar teste de autismo em bebês

| Por da Redação NMT com ALMT
(Foto Ilustrativa / Reprodução)

Já está em vigor desde o dia 29 de abril uma lei de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) que obriga as unidades públicas e privadas de saúde em Mato Grosso a oferecer o questionário M-CHAT.

O teste tem finalidade de diagnosticar autismo e deve ser aplicado em bebês com idade entre 16 e 30 meses. A lei estende a obrigatoriedade do teste tanto ao Sistema Único de Saúde (SUS) quanto clínicas e hospitais particulares.

Atualmente, o instrumento de identificação precoce do TEA (Transtorno do Espectro do Autismo) recomendado pela Sociedade Brasileira de Pediatria é a escala M-CHAT.

O teste é composto por 23 questões do tipo sim/não, que devem ser respondidas pelos pais de crianças entre 16 e 30 meses de idade que estejam acompanhando o filho em uma consulta pediátrica.

As respostas aos itens da escala levam em conta observações dos pais com relação ao comportamento do filho.

A soma total dos pontos poderá indicar a presença de sinais do autismo, facilitando assim que as mães adotem precocemente medidas em favor do desenvolvimento dos filhos.

Em caso de pontuação elevada, é fundamental que a criança siga para uma avaliação com um médico especialista e uma equipe multidisciplinar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here