Home Sem categoria Condenados por torturar mecânico pegam 7 anos de prisão em regime semiaberto
fullinterna_2

Condenados por torturar mecânico pegam 7 anos de prisão em regime semiaberto


Por serem réus primários, ambos podem recorrer em liberdade.
| Fonte: da redação NMT com FOLHAMAX
Fonte: Reprodução

Gustavo Henrique Nilsos Albues e Jhony Marlon Camargo foram considerados culpados por torturar o mecânico João Paulo Andrade da Costa, em Tangará da Serra.

De acordo com a sentença da juíza Anna Paula Gomes de Freitas, da Segunda Vara Criminal da Comarca de Tangará da Serra, Gustavo deve cumprir 7 anos e 4 meses e Jhony, 7 anos e 8 meses.

A pena será cumprida em regime semiaberto e ambos podem recorrer em liberdade, por serem réus primários.

 

O CRIME

No dia 03 de dezembro de 2020, os condenados foram cobrar uma dívida da vítima e se dirigiram até uma oficina onde João Paulo trabalhava.

Gustavo Henrique agrediu física e verbalmente a vítima enquanto Jhony Marlon filmava as agressões.

O vídeo chegou às redes sociais e , dois dias depois, as autoridades tomaram conhecimento do crime.

Em 7 de dezembro a polícia representou pela decretação da prisão preventiva dos réus pelo crime de tortura, sendo deferida pela magistrada na mesma data. No dia seguinte os mandados de prisão foram cumpridos.

A juíza destacou a materialidade das infrações penais com base no boletim de ocorrência, relatório de investigação, termos de declarações prestados pela vítima, exame de corpo de delito, filmagem feita por um dos réus e juntada aos autos, termos de declarações de testemunhas, bem como, pelos depoimentos colhidos durante a instrução processual.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here