Home Chicote Associação acionará MP por ação contra vereador de MT, denunciado por esposa
fullinterna_2


Associação acionará MP por ação contra vereador de MT, denunciado por esposa

| Por Da Redação NMT
Em Boletim de Ocorrência, mulher narra diversas atitudes descontroladas de Luis Costa, de Primavera do Leste, que vão desde traições, ameaças e comportamento agressivo. Foto - Reprodução

A presidente da Associação em Defesa e Garantia dos Direitos das Mulheres do Estado de Mato Grosso, Sandra Raquel Mendes, procurará o Ministério Público Estadual, nas próximas horas, cobrando que a Promotoria de Justiça da Comarca de Primavera do Leste abra investigação contra o vereador Luis Costa (PDT).

O polêmico vereador e radialista de Primavera, foi acusado pela mulher, Rosilene Bráz de Jesus Costa, com quem está em processo de separação, de ameaçá-la. A denúncia foi formatada em um boletim de ocorrência registrado junto à Polícia Civil, ainda no mês de março.

No documento, Rosilene narra comportamento agressivo de Luis, traições do marido e perturbações de amantes, sumiços repentinos, além de um relacionamento abusivo, marcado pelo controle absoluto do vereador, em virtude da questão financeira. Acuada, a mulher solicitou medidas protetivas, temendo por sua integridade física.

O caso ganhou notoriedade na cidade e vem ganhando corpo até fora dela. Na última sessão da Câmara de Vereadores de Primavera do Leste, colegas de parlamento cobraram esclarecimentos sobre o caso. Em um momento mais acalorado, o vereador Elton Baraldi (MDB), o Nhonho, chamou Luis de “falso moralista”, por suas condutas dissonantes do seu discurso.

Além do Ministério Público, Sandra Raquel também oficiou o presidente da Câmara de Vereadores de Primavera e a bancada feminina do parlamento… Foto – Arquivo ATribunaMT

O legislativo de Primavera, aliás, também é alvo de ofício a ser enviado por Sandra Raquel, endereçado diretamente ao presidente da Casa de Leis, Manoel Mazzutti. A representante feminina cobrou que o parlamento se posicione a favor da averiguação e, mediante confirmação das suspeitas de agressão, que Luis seja declarado incompatível com o decoro parlamentar e sofra as penalidades dispostas no regimento interno.

Sandra ainda terá o cuidado de manifestar-se às três vereadoras de Primavera – Enfermeira Giovana (MDB), Karla da Saúde (PV) e Wanessa Melo (MDB) – por acaso os três nomes mais votados para o parlamento local nas eleições 2020, também solicitando que cobrem, dentro e fora da Câmara de Vereadores, a elucidação do caso.

Ao MP, a representante maior da Associação das Mulheres de Mato Grosso pedirá ainda o apoio psicológico, bem como resguardo e segurança à esposa denunciante. “Vamos seguir ao lado da Rosilene e dar todo apoio, mesmo que ela decida voltar com o marido. Sabemos que romper o ciclo da violência, e aqui não falo só da física, não é um processo simples. Existe uma criança no meio, diretamente afetada por essa situação, e a mãe não pensa duas vezes em se sacrificar. Precisamos estender a mão, nós e todas as autoridades envolvidas”, comenta Sandra Raquel.

OFICIO ASSOCIAÇÃO DE MULHERES MT_06_2021

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here