Home Destaque Jornal sobre novas formas de ocupação do centro de Cuiabá será lançado...
fullinterna_2


Jornal sobre novas formas de ocupação do centro de Cuiabá será lançado neste domingo

| Por


O Centro antigo de Cuiabá e a forma como o espaço é ocupado atualmente inspirou o projeto ‘O Jornal da Prainha’, selecionado no MT Nascentes, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). A ideia da publicação é provocar os cuiabanos sobre outras formas de uso da região central, para que as pessoas passem a visitar e vivenciar experiências ali, em vez de usar os espaços públicos apenas para circulação. A primeira edição será lançada neste domingo (12.12) e poderá ser acessada online. 

O jornal é organizado pelo Grupo de Pesquisa e Extensão de Estudos de Planejamento Urbano e Regional (Épura) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), formado por voluntários.  “Mesmo sendo um dos principais eixos de circulação de pessoas, a região sofre há décadas com o abandono. Em um incentivo para se repensar a ocupação desse território, surgiu o Jornal da Prainha. Queremos despertar a busca por outras formas de apropriação do Centro e, principalmente, mostrar o potencial dessa região”, destaca o grupo.

O jornal integra o projeto ‘Temporada Aberta da Prainha’, contemplado no edital MT Nascentes, com recursos da Lei Aldir Blanc. Idealizado pelos pesquisadores Ana Frigeri, Doriane Azevedo e Douglas Peron, a iniciativa mobilizou pessoas que se relacionam com o Centro Histórico em reuniões, palestras e oficinas online. Os encontros possibilitaram troca de saberes e percepções que compõem a publicação.  

Desses encontros, surgiram algumas propostas de ocupação que são abordados no jornal, como circuitos de visitações a museus e casarões; uma feira livre que ocupe a Prainha e seus cruzamentos; arena/cinema de Rua (na lateral da Igreja do Rosário, fundos da Igreja Boa Morte e Escadaria do Beco Alto). 

Dividido em dois cadernos, o ‘Jornal da Prainha’ traz reflexões por meio de artigos, depoimentos e ensaios poéticos assinados pelos integrantes do Épura e colaboradores. A edição é ilustrada com a cartografia produzida coletivamente ao longo do projeto, e fotos de Rodolfo Luís, Ahmad Jarrah, Pedro Thame e acervo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A publicação também conta com palavras-cruzadas e um horóscopo temático.

Para compartilhar informações sobre o projeto, um pouco da história e curiosidades sobre o centro de Cuiabá, o Épura criou perfis nas redes sociais. Conheça aqui: Instagram e Facebook. E o acesso para O Jornal da Prainha será liberado a partir do lançamento, por este link

Com informações da assessoria

Fonte: GOV MT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here