Home Destaque Poder Executivo e Judiciário se unem pelo fim da violência contra as...
fullinterna_2


Poder Executivo e Judiciário se unem pelo fim da violência contra as mulheres

| Por


Dando sequência nas atividades da campanha 21 Dias de Ativismo, nesta quinta-feira (09) foi a vez de trazer a tona uma reflexão sobre a não violência contra as mulheres. Para conscientizar principalmente o público masculino, a Prefeitura de Rondonópolis e o Poder Judiciário realizaram um encontro onde foram oferecidos serviços de saúde e assistência social e uma palestra sobre o tema.

A juíza da Vara de Violência Doméstica e Familiar, Maria Mazarelo Faria Pinto, foi quem conduziu a conversa com o público e levou principalmente os homens a uma reflexão sobre a não violência. “Quero chamar os homens para serem multiplicadores da não violência contras as mulheres. Vamos nos amar”, ressaltou a magistrada. 

Durante o evento a juíza Maria Mazarelo recebeu das mãos da secretária de Promoção e Assistência Social, Iriana Cardoso, um documento que determina os protocolos de atendimento às mulheres vítimas de violência. O protocolo traça todo o trabalho em cadeia desenvolvido pelos diversos órgãos, das esferas municipal, estadual e federal, que atendem vítimas de violência. 

Para o prefeito José Carlos do Pátio os instrumentos em defesa da mulher e da criança existem e estão bem estruturados, o que falta é uma maior relação intersetorial, esse fluxo traçado no protocolo entregue ao Poder Judiciário. Pátio acredita que com ele todos os órgãos envolvidos terão um resultado mais concreto na defesa das mulheres vítimas de violência.

A desembargadora Maria Aparecida de Carvalho, vice-presidente do Tribunal de Justiça da Mato Grosso (TJ-MT) comentou que assim como Deus criou a mulher a partir da costela do homem, que fica na lateral do corpo, a mulher deve caminhar lado a lado com o homem, os dois com um único pensamento. “Defendo as relações entre homem e mulher, o amor depositado em nós”, destacou. 

Além da palestra, os participantes puderam ser atendidos pelas equipes da Secretarias Municipais de Saúde e de Promoção e Assistência Social, fazer a coleta de material para exame de PSA, teste rápido que identifica a sífilis, HIV/AIDS e Hepatites, aferir a pressão arterial e receber orientação sobre o Cadastro Único e outros assuntos relacionados às duas pastas. 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here