Home Destaque Justiça nomeia interventor para conduzir eleição no Sindicato dos Transportes
fullinterna_1
fullinterna_2

TUMULTUANDO


Justiça nomeia interventor para conduzir eleição no Sindicato dos Transportes

| Por Denilson Paredes

A Justiça do Trabalho nomeou um interventor para presidir a comissão eleitoral que conduz o processo para renovação da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas do Transporte Terrestre de Rondonópolis e Região (STTRR). A decisão é da juíza Karina Correia Marques Rigato, da Terceira Vara do Trabalho, e também determinou o afastamento do assessor jurídico do Sindicato, que é acusado de tumultuar o processo.
A decisão judicial atende a um pedido de Tutela Cautelar Antecedente interposto pelo candidato Afonso Rodrigues Aragão, que teve o registro da chapa que encabeça barrada pela dita comissão eleitoral.

O impetrante da ação argumenta que o assessor jurídico do STTRR, Silvio Marinho do Nascimento, agiu com parcialidade, “sempre dificultando a inscrição de chapas oponentes quando das respectivas eleições” e ele pedia o afastamento deste e a nomeação de um outro nome para conduzir o processo de forma imparcial.
Na ação, Afonso Aragão argumenta que o dito assessor jurídico teria sustentado o indeferimento da sua chapa mesmo com dois dos três membros da comissão eleitoral terem votado pela manutenção da inscrição da mesma, com o intuito de tumultuar a situação e impedir a renovação na atual diretoria da entidade que representa os trabalhadores do transporte.

Dessa forma, a Magistrada entendeu que o processo eleitoral da entidade está tumultuado e que a atual diretoria do Sindicato estaria manobrando para evitar a filiação da chapa adversária, não analisando documentos apresentados pela chapa e não acatando a decisão da maioria dos membros da comissão eleitoral, e decidiu afastar o assessor jurídico e nomear um Interventor Judicial, o senhor Paulo Machado Miranda, “para presidir a comissão eleitoral, norteando todo o processo eleitoral até a nomeação da diretoria que se sagrar vencedora”, escreveu a juíza Karina Correia Marques Rigato em sua decisão, determinando ainda que sejam reabertos os prazos para apresentação de defesa e demais atos processuais.

Duas chapas se inscreveram para a disputa da diretoria do STTRR: uma encabeçada pelo atual presidente, Luiz Gonçalves, que há muitos anos comanda o Sindicato, e o oponente Afonso Aragão, que é acusado pela atual diretoria de não fazer parte da classe dos motoristas. A eleição para a entidade está marcada para a sexta-feira (26).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here