Home Editorias Brasil Sede de entidades é invadida e pichada em protesto contra Bolsonaro e...
fullinterna_3
fullinterna_2

EM BRASÍLIA


Sede de entidades é invadida e pichada em protesto contra Bolsonaro e o agronegócio

A invasão do prédio aconteceu pouco depois das 7 horas da manhã dessa quinta (14)

| Por Redação

O prédio que sedia entidades como a Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja), a Associação dos Produtores de Milho (Abramilho), a Associação Brasileira dos Produtores de Sementes de Soja (Abrass) e o Canal Rural, que fica na região do Lago Sul, em Brasília, foi invadida na manhã de hoje (14) e pichada por vândalos, provavelmente membros de movimentos sociais. A polícia foi chamada, colheu depoimentos de pessoas que testemunharam o acontecimento e deve ser aberta uma investigação policial para identificar e punir os responsáveis.

De acordo com uma pessoa que se identifica como sendo Flávio Meireles Filho, funcionário da Aprosoja que divulgou uma série de pequenos vídeos falando do assunto, a invasão do prédio aconteceu pouco depois das 7 horas da manhã dessa quinta, quando um grupo de pouco mais de 50 pessoas adentrou o local e deu início ao vandalismo, pichando paredes e muros do prédio com frases de protesto contra o agronegócio e contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Essa mesma pessoa acusa o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) pela invasão e diz que tudo foi bem orquestrado e muito rápido.

Ninguém foi preso no momento, mas a invasão e o vandalismo devem ser investigados pela polícia.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here