Home Editorias Mato Grosso Oficinas em Mata Cavalo garantem preservação e transmissão de saberes quilombolas
fullinterna_3
fullinterna_2


Oficinas em Mata Cavalo garantem preservação e transmissão de saberes quilombolas

| Por


Para preservar as tradições e a construção da identidade quilombola, moradores do complexo do Quilombo Mata Cavalo, que fica no município de Nossa Senhora do Livramento, a 42 km de Cuiabá, participam de um ciclo de oficinas que movimenta a comunidade desde o início de setembro e prossegue até novembro. 

Selecionado no edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), o projeto “Muxirum dos Saberes Tradicionais das Mulheres Quilombolas do Mata Cavalo de Cima” oferece cursos que visam a transmissão dos saberes e fazeres quilombolas, bem como geração de renda para a comunidade. 

Todos os cursos são gratuitos, ministrados por membros da própria comunidade, utilizam materiais do bioma local (cerrado e pantanal) e buscam ensinar e incentivar o uso de produtos das culturas mato-grossense e afrodescendente. Na oficina de corte e costura, por exemplo, os participantes aprenderam a confeccionar vestimentas e turbantes afros; e a de musicalização utiliza a viola de cocho e o ganzá como instrumentos de aprendizado. 

Produtos confeccionados na oficina de corte e costura

Além de repassar e salvaguardar os modos de viver, trabalhar, preparar os alimentos, de rezar, de cantar e dançar, as atividades valorizam os produtos agroecológicos e naturais, no viés do consumo consciente.  

De acordo com Zulmira Maria Lucio, presidente da Associação de Mulheres Quilombola da Comunidade de Mata Cavalo de Cima, o projeto conta com a participação de moradores de todas as idades.

“Atendemos toda a faixa etária das comunidades em Mata Cavalo, gerando trabalho, renda e valorização da cultura local. Aprender a arte desses ofícios é fundamental para valorizar e enaltecer as tradições quilombolas. E, com esse incentivo, os participantes ganham ainda oportunidades profissionais e condições para garantir a permanência no quilombo”, comenta Zulmira.

Oficina de doces caseiros 

Atividades

Nesta semana, até domingo (17.10), os moradores participam da oficina de peças e acessórios de barro. Nas semanas anteriores, foram ofertadas as oficinas de capoeira, de doce caseiro, de produção de óleo de mamona e babaçu, de artesanato com folha de babaçu e de corte e costura. Os próximos cursos são de musicalização, bijouteria, de siriri, de ervas medicinais e rezas. 

O encerramento do projeto ocorre no dia 20 de novembro, dia da Consciência Negra, com exposição dos produtos confeccionados e palestras sobre o universo afrodescendente, os desafios da comunidade e prevenção em saúde negra quilombola. 

Confira toda a programação oferecida pelo projeto:

18/09: Oficina de capoeira; Oficina de doce caseiro

25/09: Oficina de Produção de óleo de mamona e babaçu

02 e 03/10: Oficina de artesanato com folha de babaçu

04 a 08/10: Oficina de corte e costura

13 a 17/10: Oficina de Peças e acessórios de barro

23 e 24/10: Oficina de Musicalização da Viola de Cocho e Ganzá

26 e 27/10: Oficina de bijouteria 

30 e 31/10: Oficina de dança de siriri e de teatro 

06 e 07/11: Oficina de Ervas medicinais e rezas

20/11: Encerramento com exposição dos produtos 

Fonte: GOV MT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here