Home Destaque Primavera começa mês de outubro sem internações por Covid-19
fullinterna_3
fullinterna_2

VENCENDO A PANDEMIA


Primavera começa mês de outubro sem internações por Covid-19

Desde o início da pandemia, em março de 2020, 769 pacientes passaram pelos cerca de 50 leitos de enfermaria

| Por Redação

As internações por Covid-19 foram “zeradas” na rede pública de saúde de Primavera do Leste no mês de outubro, os últimos três pacientes receberam alta na última sexta-feira (01). Desde o início da pandemia, em março de 2020, 769 pacientes passaram pelos cerca de 50 leitos de enfermaria que foram disponibilizados pela Prefeitura Municipal de Primavera do Leste, exclusivos para o tratamento da doença causada pelo coronavírus.

“Foi um desafio muito grande, mas nós conseguimos ampliar a capacidade de atendimento conforme a demanda de pacientes aumentava e conseguimos montar uma estrutura capaz de atender de forma precisa. Além de oferecer o melhor atendimento a quem precisava de cuidados durante a pandemia”, afirma o prefeito Leonardo Bortolin.

A senhora Amadeuza Eugênia do Nascimento, 63 anos, foi uma das últimas pacientes a deixar a enfermaria da Unidade de Pronto Atendimento do município. Ela passou 12 dias internada até que na sexta-feira (01) recebeu alta. Ainda emocionada, Amadeuza comenta sobre a sensação da oportunidade de recomeçar uma nova vida ao vencer a Covid-19. “Eu fui muito bem tratada pela equipe de saúde da UPA. A verdade é que a gente valoriza mais a vida depois de passar por uma situação como essa. A partir de agora, pode acontecer o que for, a sensação de que eu nasci de novo. Às vezes, a gente não dá importância para coisas pequenas, agora será diferente”.
Amadeuza ainda se sente um pouco cansada em decorrência das complicações da doença e se recupera em casa acompanhada pelos cuidados da família.
Para o vice-prefeito, Ademir Goes, o trabalho de cada profissional da saúde tem sido fundamental para a recuperação dos pacientes. “O nosso objetivo é oferecer o melhor atendimento aos contaminados pela covid. O mínimo que podemos fazer é oferecer um tratamento digno para a população. E, graças aos profissionais da saúde, temos conseguido isso”, diz.
Atualmente, a UPA de Primavera do Leste disponibiliza nove leitos de enfermaria, sendo quatro masculinos e quatro femininos, além de um leito de estabilização com ventilador mecânico, gases medicinais e medicação de alta complexidade. De acordo com o médico responsável pelas internações, Thiago Lopes, o Núcleo de Apoio Terceiro Milênio e os demais leitos da UPA foram desativados por causa da queda na demanda de pacientes que precisam de internação. “Nós estamos em um momento muito importante de enfrentamento da pandemia que ainda não acabou. Porém, a gente vê uma redução nos casos mais complicados de Covid-19, com isso a demanda por internação vem reduzindo. Por isso, desmontamos parte da estrutura. Esperamos que não, mas caso tenhamos um novo pico da doença, temos condições de reativar os leitos e oferecer o melhor atendimento à população”.
O município de Primavera do Leste ultrapassou a marca de imunização de 95% do público vacinável com a primeira dose. O excelente resultado da cobertura é um dos fatores que explica a queda do números de complicações em novos contaminados. “Mas, vale ressaltar, a vacina é a grande responsável pela redução de casos graves. Por isso, mesmo com a vacina, é preciso manter os cuidados básicos e, principalmente, evitar as aglomerações. Isso vai ajudar e evitar as contaminações por novas variantes do vírus que poderiam causar novos picos da pandemia”, explica o médico.
Nos leitos de UTI, seis pacientes ainda permanecem internados recebendo todos os cuidados necessários para vencer a Covid-19.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here