Home Destaque Homem descontrolado é preso após se desentender e agredir a própria mãe...
fullinterna_1
fullinterna_2

VIOLÊNCIA


Homem descontrolado é preso após se desentender e agredir a própria mãe e policiais

A prisão aconteceu por volta de 22 horas, no bairro Coophalis, em Rondonópolis, e o homem violento ainda desacatou e agrediu aos policiais que o prenderam

| Por Denilson Paredes

Um homem foi preso na noite dessa quinta-feira (30), depois de agredir a própria mãe com um tapa no rosto e ameaçar a própria mãe de morte. A prisão aconteceu por volta de 22 horas, no bairro Coophalis, em Rondonópolis, e o homem violento ainda desacatou e agrediu aos policiais que o prenderam.

Segundo a Polícia Militar, uma denúncia via telefone 190 dava conta de que um indivíduo havia agredido a própria mãe, uma senhora de 66 anos de idade, e que a vítima estava escondida na casa de vizinhos temendo por sua integridade física.

A senhora relatou aos policiais que havia perdido uma quantia em dinheiro na própria casa e que em razão disso havia telefonado para seu filho perguntando se este não teria pegado o dinheiro, ao que o agressor respondeu que não e orientou a mãe a procurar melhor pelo mesmo.

Mas, logo em seguida o homem chegou em casa agressivo e gritando com a sua genitora, que logo depois encontrou o dinheiro.

Quando a senhora comunicou ao filho que havia encontrado o valor, foi agredida com um tapa no rosto e o agressor ainda bateu violentamente com a cabeça da própria mãe contra a parede, o que resultou em um galo no local.

Inconformada com a agressão, a senhora se armou com um cabo de vassoura e deu alguns golpes no seu agressor, que continuava muito agressivo e dizendo que iria matar a mãe e depois se matar, o que levou a senhora a deixar a própria casa e buscar guarida na casa de uma vizinha, com medo das agressões do filho.

Os policiais encontraram o agressor deitado e assim que estes pediram ao homem que os acompanhasse até a 1ª Delegacia para esclarecer os fatos, o agressor se alterou, dizendo que não iria a lugar nenhum e que estaria com a razão pelo ocorrido.

Os policiais tentaram imobilizar o homem à força, mas mesmo algemado o agressor se recusava a entrar na viatura policial, se jogando no chão, o que levou os policiais a usarem gás de pimenta contra o agressor no intuito de demovê-lo da resistência à prisão, mas ele continuou agressivo, chutando a viatura policial e se recusando a se entregar.

Os policiais então apelaram para o Spark, arma de choque não letal usado para imobilizar pessoas violentas, mas essa arma também não surtiu o efeito esperado e o homem descontrolado acabou agredindo um dos policiais, que teve um rompimento peitoral parcial.

Ele ainda desacatou ao policial, afirmando textualmente que se fosse de uma facção criminosa que atua na região o policial não faria aquilo com ele, e por último ainda chamou o policial de “cachorro”.

Já dentro do camburão, o agressor continuou sua violência, chutando e se debatendo dentro do porta malas até chegar na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foram retirados os dardos do Spark e feito curativos no agressor, que tinha várias lesões pelo corpo causados pelas pauladas dadas pela mãe e pelo embate com os policiais.

O agressor responderá pelos crimes de lesão corporal, desobediência, resistência e desacato.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here