Home Destaque Vereador já fala em não assumir Setrat
fullinterna_3
fullinterna_2

EM RONDONÓPOLIS


Vereador já fala em não assumir Setrat

A razão da possível desistência da Setrat seria a exigência do prefeito José Carlos do Pátio (SD) de retornar o sistema de fiscalização eletrônica

| Por Denilson Paredes

Depois de liderar um bloco de 14 vereadores, o chamado G-14, que queria a antecipação da eleição da Mesa Diretora e ser contemplado com a possibilidade de assumir um cargo no Executivo, no caso a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Setrat), o vereador Gerson Luiz Moreira, o Investigador Gerson (MDB), recua e já fala até em não assumir a pasta.

De acordo com o parlamentar, a razão da possível desistência da Setrat seria a exigência do prefeito José Carlos do Pátio (SD) de retornar o sistema de fiscalização eletrônica do trânsito, o que no seu entender é uma medida impopular e poderia colocá-lo em rota de colisão com seus eleitores, que são contrários à medida.

“Está bem encaminhado. Estou aguardando alguns outros pareceres do Conselho Superior de Polícia e estamos analisando, pois virão medidas impopulares que o prefeito quer colocar. Nós estamos conversando, mas não é do meu interesse que esse sistema de multas e fiscalização seja implantada em Rondonópolis”, explicou.

Para ele, existem outras alternativas para diminuir a violência no trânsito e o alarmante número de acidentes que acontecem diariamente na cidade, como a construção de faixas de pedestres elevadas, como já existem em outras cidades. “Não é só multa, conforme quer o prefeito, que faz diminuir os acidentes. Estou conversando muito com meus eleitores, e não vejo que essa decisão é algo que eu deva decidir sozinho. Também não sei se vou ter a autonomia necessária”, completou o Investigador Gerson, deixando transparecer o motivo que talvez seja o maior impeditivo para não assumir a Setrat.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here