Home Destaque CODER recebe 40 dos 89 primeiros colaboradores concursados chamados
fullinterna_3
fullinterna_2

EM RONDONÓPOLIS


CODER recebe 40 dos 89 primeiros colaboradores concursados chamados

Eles foram recebidos na sede da empresa pelo presidente da Coder, representantes do Sispmur e ServSaúde

| Por Redação

A Direção da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis – Coder, recepcionou na manhã desta segunda-feira (02) na sede da empresa, 40 dos 89 colaboradores concursados, da primeira chamada.

Os trabalhadores foram recebidos pelo presidente da companhia Argemiro Ferreira e sua diretoria, pelos gerentes das áreas afins, bem como por representantes do Sindicato dos Trabalhadores SISPMUR e do SERV SAÚDE, quando ouviram uma rápida apresentação do histórico da Coder desde a sua fundação; o que a empresa foi e, como ela está no momento, destacando o período de 2017 pra cá, quando foi iniciado o processo de modernização administrativa da companhia.

Segundo o presidente, diante da modernização administrativa e o consequente aumento da capacidade operacional da empresa; seguido da modernização e o aumento de maquinários, equipamentos; mudança na filosofia da gestão da empresa, bem como a instalação das usinas: Asfáltica (CBUQ) – Concreto Betuminoso Usinado a Quente; Usina de Concretagem e, a Usina de Reciclagem de Resíduos Sólidos da Construção Civil; e ainda diante da necessidade de aumentar o efetivo, foi necessária a realização do concurso público para o preenchimento dos diversos cargos na empresa.

Então foi feita uma primeira publicação chamando 89 novos colaboradores aprovados, que estão em prazo de preparação de documentos, dos quais, a primeira leva já aconteceu e, 40 trabalhadores dos setores de: auxiliar de conservação de vias; mecânicos, e operadores de equipamentos pesados, entre outros, se apresentaram hoje (02).

Na verdade, o concurso público deveria ter acontecido há mais tempo, mas o surgimento da pandemia do Coronavírus/Covid-19, aliada aos decretos municipais de “biossegurança”, acabou por retardá-lo. “Quando então conseguimos finalizá-lo, nós realizamos a primeira chamada da leva de aprovados”, explicou o presidente. Que continuou: “é lógico que todo e qualquer concurso ele tem dois anos de validade. Então, nós temos ai até dois anos para chamar aqueles 197 que estão aprovados.

Após as falas, os novos colaboradores foram direcionados aos devidos gerentes encarregados conforme as necessidades imediatas. Após isso o grupo se encontrou com os técnicos em segurança do trabalho dentro da CIPA onde receberam as orientações gerais sobre os procedimentos, entrega de uniforme, e entrega de EPIs – Equipamentos de Proteção Individual.

Ainda conforme o presidente, essa segunda-feira (2) também representou o “Dia de Integração”, onde os novos trabalhadores puderam conhecer as instalações da Sede I no seu todo; puderam concluir o cadastro no relógio de ponto, e por último, foram submetidos ao exame de Covid-19, para que a partir desta terça-feira (03) já estejam inteirados e possam ir para o trecho aptos ao trabalho.

A direção da Coder coloca que considera a realização do concurso público um marco na história da companhia, porque até bem pouco tempo atrás se falava em fechar a empresa. “Então nós não podemos dizer hoje que a empresa já esteja numa condição diferenciada de excelência… Mas, estamos trabalhando para isso, o que já nos permite colocar isso de forma gradativa, da seguinte forma: esse grupo entra para nós aumentarmos um pouquinho as frentes de trabalho, e gerar mais condições de trazer novos colaboradores, até chegar aos 197 previstos” explicou o presidente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here