Home Destaque Advogado é morto com tiro na cabeça na zona rural de Juscimeira
fullinterna_2

VIOLÊNCIA


Advogado é morto com tiro na cabeça na zona rural de Juscimeira

O crime aconteceu na madrugada de hoje (18), por volta de 1h45, no loteamento Flor do Vale, zona rural da cidade de Juscimeira

| Por Denilson Paredes

Um homem foi morto vitimado por um tiro certeiro na cabeça disparado a queima roupa. O crime aconteceu na madrugada de hoje (18), por volta de 1h45, no loteamento Flor do Vale, zona rural da cidade de Juscimeira.

De acordo com informações da Polícia Militar, uma guarnição policial foi solicitada para atender a juma ocorrência de roubo à uma propriedade rural localizada no loteamento Flor do Vale, na zona rural de Juscimeira.

As vítimas informaram se tratar de um bando de seis a sete pessoas, todas encapuzadas e armadas, sendo uma delas uma mulher, um homem de estatura baixa, um homem gordo, um magro e alto, um com olhos esbugalhados, um que estava com uma máscara verde e era gago.

Os policiais então solicitaram reforço de guarnições de Jaciara e São Pedro da Cipa e assim que chegaram no local, ouviram de uma das vítimas que os bandidos armados fizeram oito pessoas reféns na propriedade, sendo seis crianças.

Eles trancaram os moradores e fugiram levando R$ 1 mil em dinheiro e uma caminhonete Toyota Hilux de cor branca, levando junto a vítima até a sede da fazenda de seu pai, próximo dali, onde trancaram todos novamente na residência e fugiram em seguida, levando mais uma caminhonete, dessa vez uma Ford F-350 de cor verde.

Com esses dois veículos roubados, o bando então se dirigiu até o Rancho Eldorado, onde renderam todos os presentes, colocando duas dessas pessoas, o menor G.M. e o advogado João Anaides Cabral Neto, separados dos demais, num banheiro.

Segundo relatado pelas vítimas, a todo momento perguntavam se ali era o rancho do senhor “João Zuffo” e começaram a roubar objetos pessoais das pessoas, como dinheiro, celulares e joias.

Logo em seguida, ouviram um disparo de arma de fogo vindo do banheiro. Segundo G.M., o menor amarrado no banheiro, um dos suspeitos pediu para que o advogado abrisse a porta do banheiro, mas este respondeu que não poderia, por conta de estar amarrado, quando o bandido arrombou a porta e atirou na cabeça de João Anaides Cabral Neto, fugindo do local na sequência.

O bando fugiu do local do crime levando a caminhonete Toyota SW4 do homem morto à tiro na propriedade.

Os policiais, no momento em que adentravam a propriedade, localizaram um revólver calibre 30 com numeração raspada com seis munições intactas, que foi reconhecida pelas vítimas como sendo uma das armas usadas no crime.

Os autores dos crimes ainda não foram identificados e presos.

A polícia agora irá investigar o crime.

A Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção de Rondonópolis, lamentou a morte do operador do Direito e cobrou da autoridades uma imediata apuração dos fatos e prisão dos responsáveis pela morte prematura do advogado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here