Home Destaque Sispmur sugere a município adoção dos protocolos da Coder nas escolas municipais
fullinterna_2

VOLTA ÀS AULAS


Sispmur sugere a município adoção dos protocolos da Coder nas escolas municipais

Entre os destaques elencados pela entidade, está o planejamento de segurança para estudantes e profissionais da educação

| Por Redação

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (Sispmur), Geane Lina Teles protocolou um ofício na Secretaria Municipal da Educação em que apresenta sugestões a serem analisadas e adicionadas no Plano de Retorno às Aulas Presenciais. O documento também foi enviado para o Ministério Público Estadual e Conselho Municipal de Educação de Rondonópolis.

Entre os destaques elencados pela entidade, está o planejamento de segurança para estudantes e profissionais da educação. Para a diretoria do Sispmur, o município tem todas as possibilidades para adotar os protocolos aplicados na Coder.

A empresa de economia mista, tem em seu quadro funcional 513 trabalhadores. “A Coder seguiu trabalhando durante toda a pandemia. Com a adoção de medidas rígidas e com eficácia os casos foram controlados e vidas preservadas”, comenta Geane.

Para acessar as dependências das Coder, o visitante ou trabalhador passa por um túnel de ventilação, logo após a temperatura é aferida e o álcool 70% aplicado nas mãos.

Além disso existe sanitização. A cada duas horas maçanetas, bancadas, cadeiras e salas reuniões são higienizadas.

Os veículos estacionados no pátio da empresa recebem aplicações de jatos com uma solução de hipoclorito e água. “O trabalho desenvolvido na Coder, pelo diretor presidente, Argemiro Ferreira é de excelência. O modelo é viável na educação municipal, vamos aguardar a resposta do município e pedir sensibilidade na decisão”.

Pesquisa

O Sispmur ainda sugere uma pesquisa às famílias de alunos para diagnosticar estudantes que fazem parte do grupo de risco. Um outro levantamento para trabalhadores da educação, com o mesmo intuito, também está na pauta.

Alunos e profissionais com comorbidades serão reconduzidos para atividades não presenciais.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here