Home Editorias Mato Grosso Mulher mata amiga que se trancou no banheiro com namorado
fullinterna_3
fullinterna_2


Mulher mata amiga que se trancou no banheiro com namorado

| Por Gazeta Digital
Maxx - NMT

Adriana da Silva, 26, foi morta com golpes de faca desferidos pela sua amiga, no final da tarde de domingo (13), em Canarana (823 km ao Leste de Cuiabá). Ela estava na casa da mulher, que ficou com ciúmes dela com o namorado, que também ficou ferido. Segundo a suspeita, os dois tiveram um caso. Ela está presa e a versão é investigado pela Polícia Civil.

 

De acordo com as informações apuradas pelo Gazeta Digital, por volta das 19h10, a Polícia Militar foi acionada por testemunhas que flagraram Adriana correndo pela avenida Goiás e logo atrás a suspeita com uma faca em punhos. Quando a PM chegou, já flagrou um homem segurando Adriana no solo.

Ela estava ferida com sangue ao redor. Ambulância foi acionada, socorreu a vítima e foi levada para uma unidade de saúde da cidade. A suspeita, de 32 anos, recebeu voz de prisão no local do crime.

 

Confusão em casa

Equipe se deslocou até a casa onde começou a confusão. Lá, eles encontraram a segunda vítima, um homem de 32 anos. Ele estava com alguns cortes pelo corpo e acabou sendo levado na viatura para uma unidade de saúde.

 

Segundo a vítima, ao ir tomar banho, deixou Adriana e a suspeita conversando na cozinha. Em determinado momento, percebeu que Adriana entrou no banheiro e agressora veio logo atrás tirando satisfação, iniciando assim a discussão.

 

O homem alegou que não se lembra de muita coisa, mas que depois correu para segurar a agressora que já estava com uma faca em punhos. Outro homem que estava na casa, que é ex-marido de Adriana, também foi ouvido.

 

Ele contou que saiu para comprar refrigerante para o jantar e que, quando chegou, a confusão já estava acontecendo. Ele disse que correu para tirar Adriana da casa e assim que conseguiu, a suspeita correu atrás da vítima. O homem conseguiu conter a agressora e jogou a faca para longe.

 

Alegou traição

Presa em flagrante por homicídio consumado e tentado, a suspeita disse à Polícia Civil que tudo aconteceu após descobrir que Adriana teve um caso com o dono da casa, que seria namorado da agressora.

 

Todos os envolvidos estavam ingerindo bebida alcoólica desde as primeiras horas da manhã e estavam em estado visível de embriagues. Vale ressaltar que a versão de traição não foi confirmada no registro policial. O caso é investigado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here