Home Destaque IMUNIZAÇÃO I MT já vacinou próximo de 900 mil contra a Covid-19
fullinterna_2

IMUNIZAÇÃO I MT já vacinou próximo de 900 mil contra a Covid-19


| Por Redação com Assessoria

Com pouca disponibilidade de doses de vacina no país, apenas 896.009 doses do imunizante tinham sido aplicadas em Mato Grosso até a segunda-feira (1). Desse total, 612.623 como primeira dose e 283.386 como segunda dose, de acordo com dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Com uma população de pouco mais de 3,5 milhões de habitantes, o percentual de pessoas contempladas com as duas doses do imunizante ainda é muito baixo, situação que ainda deve demorar para mudar, devido à baixa disponibilidade de vacinas no país.

Até a terça-feira, o Governo do Estado tinha recebido exatas 1.306.850 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já disponibilizou 1.306.341 aos 141 municípios do Estado, ou seja, 99,9% do total recebido.

Apenas as segundas doses da AstraZeneca, recebidas em maio, foram pactuadas e retidas pelo Estado, pois serão distribuídas em data próxima da aplicação.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses (1.139.673), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (112.548) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.

Das 1.139.673 doses retiradas pelos municípios, as prefeituras aplicaram 896.009 (78%), sendo 612.623 como primeira dose e 283.386 como segunda dose. O percentual da semana passada era de 80%.

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Novo Mundo (99%), Porto Esperidião (98%), Juína (95%), Ribeirãozinho (94%), Campo Novo do Parecis (94%), Indiavaí (94%), Santo Afonso (93%), Planalto da Serra (93%), Vila Rica (91%) e Santa Terezinha (90%).

Considerando as vacinas destinadas à população indígena, alguns municípios podem contabilizar as doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassar o limite de 100% da aplicação.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Sobre a distribuição

Na força-tarefa da vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here