Home Chicote Thiago Silva liga o alerta pelo crescimento do projeto de Magnani
fullinterna_2

Thiago Silva liga o alerta pelo crescimento do projeto de Magnani


| Fonte: Da Redação NMT
Dono de mais de 15 mil votos só em Rondonópolis, em 2018, muitos deles conquistados na Vila Operária, Thiago agora terá a forte concorrência do atual presidente da Câmara de Rondonópolis no seu provável projeto de reeleição. Foto - Montagem NMT/ GD

O deputado estadual, Thiago Silva (MDB), segundo mais votado em Rondonópolis para seu atual cargo, em 2018, com mais de 15 mil votos só na cidade, terá um adversário direto e com potencial de invadir seu eleitorado no busca da reeleição, em 2020.

Trata-se do atual presidente da Câmara de Vereadores de Rondonópolis, Roni Magnani (SD), que a cada dia avança nos bastidores para apresentar à cidade e região uma candidatura com muita robustez ao parlamento estadual.

Embora Thiago tenha uma entrada talvez mais destacada no meio evangélico, bem como nas camadas populares e de pequenos produtores rurais, por intermédio também do padrinho e deputado federal, Carlos Bezerra (MDB), regionalmente falando o emedebista possui a Vila Operária como reduto principal, mesmo caso de Roni.

Os dois, aliás, devem disputar importantes apoios na região, muitos destes, inclusive, atualmente com cadeira na Câmara de Vereadores, como é o caso de Reginaldo Santos (SD). A proximidade física e diária de Roni com os vereadores e outras lideranças ligadas aos mesmos conta a seu favor.

O atual presidente da Câmara da maior cidade do interior de Mato Grosso ainda possui ótimo relacionamento com nomes de impacto no cenário estadual, como o atual presidente do Tribunal de Contas do Estado – TCE e ex-presidente da própria Assembleia Legislativa de Mato Grosso – ALMT, Guilherme Maluf, e destaca-se pelo poder de articulação.

Na boca dos analistas de plantão, aliás, Magnani já é dado como um “provável eleito”, principalmente se conseguir finalizar a costura de ser “o candidato a deputado estadual do prefeito Zé Carlos do Pátio (SD)”.

Thiago conta com bons serviços prestados, possui trânsito com servidores públicos, mas na avaliação de muitos errou ao recuar da candidatura a prefeito de Rondonópolis em 2020, decisão que justificou por um problema de saúde familiar.

Mesmo que o resultado fosse a derrota, o jovem parlamentar fatalmente sairia com o nome fortalecido com o eleitorado e com a reeleição muito mais encaminhada do que está agora. Com o fim das coligações nas proporcionais, conta a favor de Thiago a força institucional do MDB como legenda, embora isso também represente uma concorrência interna muito grande e perigosa para as pretensões pessoais de cada um…

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here