Home Chicote Wellington quer aliança, mas descarta ida ao MDB
fullinterna_3
fullinterna_3
fullhome_1

Wellington quer aliança, mas descarta ida ao MDB


| Fonte: Da Redação NMT
Wellington
O liberal comentou que existe em si uma afinidade com o número 22 e não pensa em trocar de partido. Wellington completou 30 anos de mandato. Foto - Ednilson Aguiar/OLivre

O senador da República, Wellington Fagundes (PL), sequer cita a possibilidade de construir uma candidatura a qualquer outro cargo a não ser o que já está, ou seja, o foco é reeleição.

Para tanto, o parlamentar que completa 30 anos de serviços prestados em Mato Grosso, 24 como deputado e seis como senador, foi homenageado, nesta semana, por vereadores de Cuiabá e Rondonópolis, não se vê migrando de partido.

Quanto ao futuro político, algo que Fagundes ainda fala com muito entusiasmo, o liberal comentou que existe em si uma afinidade com o número 22 e não pensa em trocar de partido.

“O 22 é muito conhecido, as pessoas me chamam assim. Todas eleições minhas foram pelo PL, tenho muitos amigos, sou o parlamentar com mais mandatos e tudo isso tem uma raiz forte”, comenta.

O líder partidário confirma que recebeu sim um convite do MDB, do deputado federal, Carlos Bezerra (MDB), e da nora, a deputado estadual, Janaína Riva (MDB), mas afirma que o projeto é ter o partido apenas ao seu lado.

“Teremos que fazer coligações, quem sabe o suplente (ao Senado Federal) venha do MDB. Tenho amigos em todos os partidos, procuro dialogar com todos. Sou um político de centro que falo com todos, inclusive extremistas de direita e esquerda”, pontua.

Wellington ainda é o deputado federal com mais mandatos na história de Mato Grosso, com o detalhe de terem sido seis ininterruptos.

O próprio Bezerra, com todo seu histórico, ainda está atrás. O veterano entrou para a Câmara Federal em 2006, reelegendo em 2010, 2014 e 2018. Além destes quatro mandatos, o emedebista possui um outro de 1979 a 1983.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here