Home Cuiabá Após ataques de piranhas no Manso, grupo faz “vaquinha” pra comprar predadores
fullinterna_3
fullinterna_3
fullhome_1

Após ataques de piranhas no Manso, grupo faz “vaquinha” pra comprar predadores


| Fonte: Da Redação NMT com OD
piranhas
O grupo ‘Salve o Manso das Piranhas’ já conta com cerca de 300 pessoas e arrecadou mais de R$ 60 mil só esta semana. Meta final é R$ 100 mil. Foto - Rogério Florentino OD

Um grupo de pessoas que possuem propriedades na região do Lago do Manso, em Chapada dos Guimarães (60 km de Cuiabá), resolveu arrecadar dinheiro para comprar peixes predadores de piranhas, após o aumento de ataques a banhistas do peixe carnívoro na região.

O grupo ‘Salve o Manso das Piranhas’ já conta com cerca de 300 pessoas. Desde segunda-feira (14), quando a campanha começou, o montante arrecadado já passa de R$ 60 mil com meta de R$ 100 mil até o final do mês.

Entre as espécies predadores que o grupo pretende comprar estão o dourado e o surubim. Em tese, Furnas é quem deveria fazer o repovoamento dos peixes predadores, mas está instalada no Lago do Manso há 20 anos e isso nunca aconteceu.

A Prefeitura de Chapada dos Guimarães, inclusive, já autuou a empresa em mais de R$ 38 milhões por não apresentar o programa de peixamento anual e pela não soltura de alevinos.

O presidente da ALMT, Eduardo Botelho (DEM), chegou convocar representar de Furnas para prestar esclarecimentos sobre o caso, no legislativo estadual.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here