Home Destaque Vice de Mauro já começa a ser disputada nos bastidores
fullinterna_3
fullinterna_3
fullhome_1

Vice de Mauro já começa a ser disputada nos bastidores


| Fonte: Da Redação NMT
vice
O atual vice, Otaviano Pivetta (PDT), deve encarar projeto próprio em 2022 e abrirá espaço na chapa de reeleição ao Executivo Estadual. Foto - Rogério Florentino OD

Com a mais do que provável candidatura de Otaviano Pivetta (PDT), que estuda convites de várias siglas e projetos para concorrer a senador ou deputado federal, em 2022, a vaga de vice do atual governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), já começa a ser disputada a peso de ouro nos bastidores.

Um dos que já olha com extremo interesse na vaga é o veterano deputado federal, Carlos Bezerra (MDB), não para si próprio, mas para garantir o nobre espaço ao seu partido, cada dia mais presente na “cozinha” do governador. Candidatos para o posto não faltam, apesar de que há uma tendência em Bezerra de querer emplacar a mulher, Teté.

A atual deputada estadual, Janaína Riva (MDB), é outra que vem ganhando força política, mas pessoalmente não teria interesse em virtude da neutralidade política que lhe agregaria. Mauro possui um protagonismo natural em seu modo de governar e não sobraria muito espaço para a parlamentar realizar seu trabalho.

Com Janaína provavelmente permanecendo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso – ALMT, adiando um futuro e mais que factível projeto majoritário, a vaga poderia acabar escapando das mãos do MDB e ir parar no controle e nas indicações do senador, Carlos Fávaro (PSD), do deputado estadual, Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD) e do novo aliado do grupo, o prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (SD).

Nininho, aliás, defende que Mauro abra espaço para um nome que venha da região sul, até para minar possíveis críticas em relação ao seu nome que opositores, sobretudo de Rondonópolis, podem tentar emplacar para colocar a cidade contra sua reeleição.

Correndo por fora, mas não totalmente descartado, existe até mesmo a defesa do nome do ex-deputado, Nilson Leitão (PSDB), cada dia mais próximo do DEM e que possui o comando do ninho tucano em Mato Grosso, o que agrega e muito no arco de aliança.

Leitão também seria responsável por “repor” o déficit regional com a saída de Pivetta, já que possui grande liderança em boa parte da região norte de Mato Grosso.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here