Home Cuiabá Deputado Claudinei requer transparência sobre os investimentos aplicados pelo Programa Mais MT
fullinterna_3
fullinterna_3
fullhome_1

Deputado Claudinei requer transparência sobre os investimentos aplicados pelo Programa Mais MT


| Fonte:
deputado
Deputado Claudinei apresenta seis requerimentos sobre o Programa Mais MT do governo estadual

Durante sessão plenária na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), nesta terça-feira (16), o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) apresentou seis requerimentos ao governo estadual para obter informações sobre como os investimentos públicos estão sendo distribuídos para as áreas de segurança pública, infraestrutura, saúde, educação, agricultura familiar e turismo que beneficiarão a população mato-grossense.

“Exercendo a minha função de fiscalizador das ações dos recursos públicos aplicados pelo governo do estado de Mato Grosso. Então, eu apresentei estes requerimentos de informações com foco na questão de transparência. Considero a iniciativa do programa e os recursos válidos, mas a população precisa ter conhecimento de como será distribuído este investimento e qual a destinação final”, frisa o parlamentar.

Programa

Além das áreas que Claudinei solicitou esclarecimentos, o governo estadual vai investir em outros setores, como: social e habitação; desenvolvimento econômico; emprego e renda; cultura; esporte e lazer; simplifica MT; eficiência pública; meio ambiente e regularização fundiária.

“Vou dar um exemplo da segurança pública. O governo de Mato Grosso apontou que serão investidos R$ 766 milhões que incluem a aquisição de equipamentos, armamentos, veículos, aeronaves e serão construídas quatro mil vagas no sistema prisional. Então, o que a gente indaga: quais são os equipamentos e suas destinações, quantidade de veículos e modelo, quantas aeronaves e bases a serem beneficiadas e assim por diante. É preciso transparência com a sociedade”, esclarece o parlamentar.

Programa – Os recursos previstos pelo Programa Mais MT são de R$ 9,5 bilhões, sendo 63% oriundos de recursos próprios do governo de Mato Grosso e o restante de operações de créditos, convênios e emendas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here