Home Destaque Fim do auxílio emergencial atinge um milhão de mato-grossenses
fullinterna_3
fullinterna_3
fullhome_1

Fim do auxílio emergencial atinge um milhão de mato-grossenses


| Fonte: Da Redação com O Livre

O fim do auxílio emergencial deverá atingir a renda mensal de cerca de 1 milhão de mato-grossenses. Os dados divulgados mensalmente na Pnad Contínua Covid pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que, desde junho, a média de acesso ao benefício ficou em 40%. 

A maioria dos beneficiários era de trabalhadores autônomos, MEIs ou trabalhador com carteira assinada com renda de até um salário mínimo. Junho foi o mês com maior número de pagamentos em Mato Grosso, com 1,3 milhão pessoas atendidas.

Esse se manteve nos meses seguintes até o reinício das atividades econômicas, a partir de agosto, mas chegou em novembro, última atualização divulgada pelo IBGE, na casa de 40% da população de 3,5 milhões.
 

Conforme o governo federal, o pagamento do auxílio emergencial encerrou em dezembro, mas parcelas residuais foram depositadas até o dia 27 de janeiro. 

Reserva 

Uma pesquisa divulgada em dezembro pelo Instituto de Pesquisa Fecomércio (IPF) mostra que o auxílio emergencial contribuiu para o aumento de dinheiro em reserva em Mato Grosso.  

Um comparativo feito pelo IPF com dados de janeiro a abril mostra que um crescimento de 40% no volume do crédito em caixa nos bancos em Mato Grosso, em relação ao ano passado.   

Se comparado aos três últimos meses de 2019, esse volume cresceu próximo a 20% até dezembro e entrou em 2020 com resultado negativo – lembrando que nesse intervalo ocorreu pagamento do 13º salário. 

Os dados levaram o instituto a considerar que a economia de Mato Grosso poderá se manter aquecida por três meses após o fim auxílio. O governo do Estado estima que o pagamento de quatro parcelas de R$ 600 a mais de 1 milhão de pessoas injetou cerca de R$ 3 bilhões na economia estadual, quantia que corresponde a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB). 

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here