Home Chicote Em quatro comissões, Investigador Gerson cobra “secretário exclusivo” no trânsito
fullinterna_3
fullinterna_3
fullhome_1

Em quatro comissões, Investigador Gerson cobra “secretário exclusivo” no trânsito


| Fonte: Da Redação NMT
Investigador Gerson
Investigador Gerson mostra intensa preocupação com a violência existente no trânsito de Rondonópolis e quer solução imediata para o setor. Foto - Assessoria

A proatividade dos “novatos” da Câmara de Vereadores de Rondonópolis tem surpreendido quem acompanha os trabalhos legislativos. Parlamentar de primeiro mandato pelo MDB, o Investigador Gerson é bom exemplo disso.

Em 30 dias de trabalho, o vereador já protocolou diversas indicações ao Executivo Municipal, requereu esclarecimentos sobre diversos setores da cidade e tem feito cobranças incisivas em algumas áreas que tem acompanhado mais de perto.

Preocupado com o trânsito

Em conversa com o NMT, Gerson afirma que não é mais admissível que a cidade com o tamanho de Rondonópolis e os inúmeros problemas que possui em sua mobilidade urbana, siga sem ter um secretário com dedicação exclusiva ao trânsito.

“O prefeito (Zé do Pátio – SD) precisa nomear um secretário de transito, uma pessoa que realmente entenda da cidade, de trânsito e organize melhor os projetos que vão dar fluidez e segurança às pessoas. A desorganização, com certeza, nasce pela falta de um gestor da área”, critica.

Vazio

Desde a saída de Rodrigo Metello (MDB), em abril de 2020, a secretária de Governo, Mara Gleibe, tem acumulado as duas pastas e isso tem inibido a cidade de evoluir no setor, de acordo com avaliação do vereador.

O Investigador, inclusive, acaba de se tornar membro da comissão de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana da Câmara de Vereadores. Além desta, o parlamentar é titular na de Redação, Educação e na de Constituição e Justiça.

Ativo

“Avalio positivamente podermos fazer parte destas comissões. Na de Educação, vamos contribuir muito, até porque convivo com familiares do setor e isso traz subsídio. Mas sem desmerecer nenhuma, pra mim é especial estar na de trânsito, que foi um setor que também atuei por mais de cinco anos na Polícia Civil”, comentou.

A prioridade, segundo adianta o emedebista, é reduzir o alto índice de acidentes e de mortes nas ruas e avenidas da cidade. “Tenho certeza que, junto dos demais vereadores e do prefeito, vamos entregar boas coisas para este setor. Temos uma frota de 190 mil veículos e um alto registro de acidentes. Nossa obrigação é trazer uma solução imediata pra esta situação”, comenta.

Primeiro mês

Em uma rápida análise sobre os seus primeiros 30 dias como vereador, o Investigador pontua sobre a satisfação de poder ouvir o clamor popular, de pessoas até então ignoradas pelo Poder Público, e poder usar sua representatividade para dar voz a estes cidadãos.

“Temos rotineiramente ido até as comunidades, levantado demandas e visitado bairros onde a mão do poder publico parece que não chega. Temos trazido isso para nossa ação parlamentar, indicando, enviando ofícios, protocolando requerimentos e agindo para encaminhar tudo que colhemos de necessidade. Falar com o morador, ouvi-lo e poder ajudar na solução é uma alegria, sem dúvida”, ressalta.

Cadê o dinheiro que “tava” aqui…?

O vereador, contudo, reitera que seu mandato deve também ser marcado por denúncias e atividade intensa de fiscalização aos gastos locais. “Sou Investigador de polícia, disse que iria investigar e vamos mesmo. Precisamos monitorar se o dinheiro público está sendo aplicado da maneira correta para chegar ao cidadão”, frisa.

Avaliando de longe as novas composições nacionais do parlamento, o vereador torce para que tudo se reflita em boas notícias para Rondonópolis. “Os vencedores (Presidentes da Câmara Federal e Senado) eram aliados do presidente Bolsonaro e isso certamente reflete em governabilidade. O que eu espero é isso alcance Rondonópolis com investimentos e políticas públicas”, resume.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here