Home Cuiabá “Todos os deputados têm que ter voz ativa”, afirma Delegado Claudinei
fullinterna_3
fullinterna_3
fullhome_1

“Todos os deputados têm que ter voz ativa”, afirma Delegado Claudinei


| Fonte: Da Redação NMT com Assessoria
Claudinei
Delegado Claudinei tomou posse no cargo de 3º Secretário da Mesa diretora da Assembleia Legislativa para o biênio 2021/2023 Créditos: JLSiqueira_ALMT

Após tomar posse no cargo de 3º Secretário, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) disse que a nova composição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa busca dar voz ativa a todos os parlamentares. A afirmação foi feita pelo deputado logo após a Sessão Solene de Posse da Mesa Diretoria eleita para o biênio 2021/2023, que aconteceu na manhã desta segunda-feira (1º), no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour.

“A gente tem que ter mais voz ativa, não podemos deixar só para três deputados resolverem situações importantes, internas e externas, que exigem a participação legislativa dos deputados. Todos os deputados têm que ter voz ativa e isso foi o motivo que aceitei apoiar a reeleição do presidente Eduardo Botelho e participar da atual Mesa Diretora”, declarou Delegado Claudinei.

Mesa Diretora biênio 2021/2023 Créditos: JLSiqueira_ALMT

Na cerimônia, o atual presidente, deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), foi reconduzido ao cargo para o seu terceiro mandato. A deputada Janaína Riva (MDB) permaneceu como vice-presidente e Max Russi (PSB), como primeiro-secretário. Foram empossados ainda os deputados Wilson Santos (PSDB), como 2º vice-presidente, Valdir Barranco (PT), como 2º secretário, deputado Claudinei Lopes (PSL), como 3º secretário e Paulo Araújo (Progressistas), como 4º secretário.

Para o parlamentar, nos últimos dois anos a Casa de Leis aprovou projetos de suma importância e trabalhou em prol da população mato-grossense. Entre as ações, o Legislativo fez a devolução de sobras do duodécimo para o Governo Estadual fazer investimentos em Saúde e Segurança Pública. E que, no cargo de 3º secretário, vai continuar sempre trabalhando para ajudar o funcionalismo público.

“Início do ano passado, nós votamos contra a reforma da previdência para não aplicar a alíquota de 14%, que considero arbitrária. Realmente, um confisco das aposentadorias e pensões, principalmente de professores que ganham em torno de R$ 6 a R$7 mil”, pontuou, lembrando que o governador agora em janeiro vetou o Projeto de Lei Complementar nº36, que retira o confisco de 14% aos aposentados e pensionistas que recebem até R$ 6,1 mil. “Vamos tentar convencer os outros deputados para derrubar o veto do governador”, completou.

RGA – Outra pauta que Claudinei destaca é a luta para conceder aos servidores públicos estadual a Revisão Geral Anual (RGA), que desde 2017 estão sem receber essa recomposição salarial. “Infelizmente o governo estadual não apresentou nenhuma proposta e/ou contraproposta, em várias reuniões que tivemos com os sindicatos. Acho que o governador (Mauro Mendes) tem que ter um pouco mais de bom senso e apresentar uma contraproposta mesmo que de forma parcelada, regularizando o RGA dos servidores públicos. Devido à pandemia, 2020 foi um ano muito difícil para todos nós, servidores e sociedade em geral”, finalizou Claudinei.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here