Home Destaque ÁUDIO | Coação de coronel impediu Bolsonaro de unir a direita em...
fullinterna_3
fullinterna_3
fullhome_1

ÁUDIO | Coação de coronel impediu Bolsonaro de unir a direita em MT


| Fonte: Da Redação NMT
Bolsonaro
Bolsonaro tentou convencer Rúbia Fernanda a compor com Medeiros, mas diante de choro e escândalo da candidata preferiu não insistir... Foto - Reprodução

Um áudio que circula nas redes sociais e que já ganhou as manchetes de vários veículos de comunicação de Mato Grosso, mostra que a candidata derrotada ao Senado Federal, coronel Rúbia Fernanda (PATRIOTA), foi a responsável por impedir o presidente da República, Jair Bolsonaro, de unir a direita no estado em busca da vaga extraordinária ao alto parlamento, recentemente disputada.

Somados, os mais de 293 mil votos bolsonaristas conquistados pela coronel e os mais de 138 mil do atual deputado federal, José Medeiros (PODE), em tese, alcançariam saldo suficiente, com certa folga, pra vencer os quase 372 mil votos de Carlos Fávaro (PSD) e então ganhar as eleições, que ocorreram junto do pleito municipal de novembro, em Mato Grosso.

O próprio Medeiros explicou em áudio divulgado em um grupo de WhatsApp, ainda durante a campanha, que apesar de ser vice-líder de Bolsonaro na Câmara, acabou não sendo o candidato apoiado pelo presidente por causa de uma postura descontrolada de Fernanda.

A coronel chorou e pressionou o mandatário nacional a seguir ao seu lado e manter uma promessa que havia a feito no início de 2020, data em que ocorreria a eleição, mas que acabou sendo adiada em virtude do início da pandemia. Bolsonaro tentou esclarecer sobre a mudança de quadro, prevendo a derrota, mas foi vencido pelo escândalo da candidata.

No áudio gravado minutos antes da convenção do PATRIOTAS, em 1º de setembro, que confirmou Fernanda na disputa com a presença de Bolsonaro no telão, o presidente explica pra “aliada” que não poderia garantir a eleição dela e que isso o desmoralizaria nacionalmente.

O presidente chega a citar um acordo proposto por Medeiros para selar a união, mas diante da postura da coronel decide honrar sua palavra. No áudio também é possível ouvir o presidente reclamando pra Adilson Barroso, presidente nacional do PATRIOTAS, sobre o destempero da coronel.

Acompanhe: 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here