Home Destaque Polícia prende traficante que seria suspeito da morte de Terezinha
fullinterna_3
fullinterna_3
fullhome_1

Polícia prende traficante que seria suspeito da morte de Terezinha


| Fonte: Da Redação NMT
Terezinha
Até agora, porém, não foram fornecidos maiores detalhes sobre a motivação do assassinato de Terezinha, nesta segunda linha de investigação. Foto - Reprodução

A Polícia Militar prendeu, na última terça-feira (26), um homem acusado de tráfico de drogas, em Rondonópolis.

Segundo informado pelas forças policiais, contudo, ele é um dos suspeitos de participar da emboscada que ceifou a vida da ex-presidente do SANEAR, Terezinha Silva.

Primeira versão

O crime, que ocorreu no último dia 15, chegou a resultar na prisão de um homem, dias após o ocorrido.

Pesava contra ele a versão da vingança, já que sua esposa havia acabado de ser mandado embora da autarquia.

A fragilidade das provas contra o primeiro detido, porém, acabaram fazendo a polícia liberá-lo. Ele teria até gravações que comprovariam sua presença em casa na hora do crime.

Novo preso

Com o suspeito preso, desta semana, foram encontradas várias munições e com ele também um segundo elemento foi detido. Os dois teriam participações na mesma organização criminosa.

Até agora, porém, não foram fornecidos maiores detalhes sobre a motivação do assassinato de Terezinha, nesta segunda linha de investigação.

A apreensão do celular da vítima, contudo, deve ajudar na elucidação do caso com os detalhes do provável planejamento do assassinato.

O crime

O assassinato apresenta fortes indícios de execução. A presidente da autarquia estava na condição de passageira da camionete do SANEAR quando foi surpreendida pelo assassino.

O homem estava na garupa de uma motocicleta que perseguiu o veículo de Terezinha, segundo mostram câmeras de segurança, e aproveitou sua parada em um semáforo para atirar.

Os tiros atingiram a região da cabeça da então presidente do SANEAR, que chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here