Home Editorias Brasil Radialista é morto a tiros enquanto padre pregava ao vivo em rádio
fullinterna_3
fullinterna_3
fullhome_1

Radialista é morto a tiros enquanto padre pregava ao vivo em rádio


| Fonte: Da Redação NMT com Folha de Vilhena
radialista

Uma transmissão da Rádio Ativa Anari FM levou ao ar o momento em que o microfone da emissora captura o som do tiro que atingiu e matou o radialista Eneias Rodrigues Soares, em Vale do Anari (RO).

O ataque contra o funcionário da rádio ocorreu na porta do prédio, enquanto o programa “Momento com Maria” estava no ar, na noite do último sábado (23). No exato momento, o padre falava sobre a importância dos fiéis cumprirem a missão [na terra] quando se ouve o barulho do disparo.

“Acho tão bonito porque uma época um senhor me falou: ‘Padre, a hora que Deus me chamar, eu estou preparado’…”, nesse momento há o estrondo do tiro.

Na sequência, o locutor conhecido como Sr. Juca (ao lado do padre), levanta e vai ver o que ocorreu no prédio da rádio. Ele então volta e sussurra ao padre: “Chamaram o cara lá e mataram ele”.

Sr. Juca então liga o microfone dele e avisa aos ouvintes que precisará encerrar o programa, pois ocorreu um incidente.

“Amigos ouvintes, nós vamos encerrar o nosso Momento com Maria, porque houve um incidente aqui, agora, e a Polícia Militar está vindo para o pátio”, finaliza.

O padre e outro locutor então levantam e deixam o estúdio para acompanhar a chegada da polícia.

Ataque na frente da rádio

Segundo a Polícia Militar (PM) o radialista Eneias Rodrigues Soares, de 29 anos, foi atacado a tiros na frente da rádio Ativa Anari. Ele morreu depois de ser baleado e socorrido ao pronto-socorro.

De acordo com um funcionário da rádio Ativa FM, Eneias estava de plantão quando se retirou do estúdio e em dado momento a testemunha escutou um barulho de tiro.

Ao sair da sala para ver o que estava ocorrendo, a testemunha viu um homem (do lado de fora do prédio) segurando uma garrucha e agredindo Eneias com um pedaço de madeira. Nesse momento teria ocorrido um novo disparo.

Depois de perceber que tinha sido visto por alguém, o suspeito foi na direção da testemunha, segurando a arma em punho. O homem então correu de volta para dentro da rádio, trancou a porta e só saiu quando a Polícia Militar (PM) chegou ao local.

A polícia fez buscas pela região, mas nenhum suspeito foi preso pelo assassinato. O caso agora será investigado pela delegacia de Machadinho D’Oeste.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here