Home Destaque CASO LETÍCIA – Menor confessa que matou jovem e dormiu ao lado...
fullinterna_3

CASO LETÍCIA – Menor confessa que matou jovem e dormiu ao lado de cadáver


| Fonte: Da Redação NMT
Letícia Santos
Jovem de 18 anos desapareceu após festa da virada do ano em São José do Rio Claro e foi encontrada morta ontem (3), em uma lavoura. Foto - Reprodução

O menor de 17 anos, previamente detido e principal suspeito de matar a jovem Letícia Santos, de 18 anos, durante a virada do fim do ano em São José do Rio Claro – MT, confessou o crime.

Em depoimento à polícia, nas últimas horas, ele afirmou que fez sexo com a menina, mas negou que a tenha estuprado. Segundo ele, a própria Letícia foi quem quis ter a relação.

Não se lembra

Ele, contudo, argumenta que não sabe as circunstâncias que o levaram a matá-la. Depois de alguns dias desaparecida, o corpo da jovem foi encontrado sem suas peças íntimas ontem (3).

De imediato, já se sabia que o suspeito havia sido a última pessoa vista com a menina, que morava em Tangará da Serra e passava o fim de ano com a família em São José.

Evento ilegal

Anteriormente, ambos estavam em uma festa clandestina, já que eventos com aglomerações estão proibidos em virtude da pandemia na cidade.

Posteriormente, Letícia foi vista na garupa da moto do menor. Ele afirmou que dormiu ao lado do cadáver, antes de abandoná-lo em meio a uma lavoura de soja.

O corpo da menina apresentava cortes pelo corpo, mas o adolescente não soube explicar a situação e voltou a reiterar que não tinha consciência completa dos atos.

Depoimento

“Quando eu sai de lá, ela não estava cortada. Nós transamos e depois eu sai. Só lembro que enforquei, mas nem sei como. O momento de eu estar estrangulando ela eu não lembro. Só acordei depois e sai de lá”, depôs.

O garoto teria esquecido até a chave da moto próximo ao corpo da vítima. A polícia recolheu, foi até a casa do rapaz e constatou que se tratava da chave do seu veículo.

Amigo da família

De acordo com relatos repassados à polícia, o menor era conhecido da família da vítima e, inclusive, a conhecia desde a infância.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here