Home Editorias Agricultura Governador: “Queremos não só revitalizar, mas potencializar o turismo e o desenvolvimento...
fullinterna_3

Governador: “Queremos não só revitalizar, mas potencializar o turismo e o desenvolvimento sustentável do Araguaia”


| Fonte:
governador
Governador Mauro Mendes participa de lançamento de Centro de Desenvolvimento Florestal e de programa federal Águas Brasileiras, em Piranhas (GO) - Foto por: Christiano Antonucci - SECOM/MT

O governador Mauro Mendes destacou que o Estado irá intensificar as ações de recuperação e preservação do Rio Araguaia, junto com o Estado de Goiás, para potencializar o turismo e o desenvolvimento sustentável na região.

Programa “Juntos pelo Araguaia”

Ele participou nesta sexta-feira (18.12) do lançamento da construção do Centro de Desenvolvimento Florestal Sustentável do Cerrado, que faz parte do Programa Juntos pelo Araguaia, no município de Piranhas, em Goiás.

“A intenção é não apenas preservar e recuperar o Araguaia, mas também potencializar o turismo, com aproveitamento racional e sustentável, para que a região e os Estados de Mato Grosso e Goiás sejam reconhecidos como referências em desenvolvimento e sustentabilidade”, afirmou o governador.

O Centro contará com área para produção de 600 mil mudas por ano, que serão distribuídas por toda a bacia do Rio Araguaia. O objetivo do Juntos pelo Araguaia é recuperar 10 mil hectares de vegetação nativa das margens do Rio Araguaia e foi lançado em conjunto com os Governos de Goiás e Federal em 2019.

Com a palavra a secretária Mauren

A secretária de Meio Ambiente de Mato Grosso, Mauren Lazzaretti, explicou que os governos já identificaram as áreas prioritárias na bacia do Araguaia a serem atendidas de imediato. No total, o programa terá investimentos na ordem de R$ 500 milhões.

“Este é o maior programa de recuperação das águas e matas ciliares de todo o país. Os investimentos virão de compensações ambientais do setor privado e do Governo Federal. A intenção é criar condições para todos que sejam parceiros e possam incorporar esse esforço integrado”, destacou ela.

Caiado fala da parceria com Mato Grosso

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, pontuou que o projeto executivo do Centro de Desenvolvimento foi elaborado durante o último ano com apoio das Universidades Federais dos dois Estados. O valor investido no local será de R$ 7 milhões.

“Estamos começando a instalação definitiva desse projeto, com apoio do Governo Federal, dos setores privado e produtivo, de líderes políticos e da população. É uma luta de todos e ao final, vamos mostrar para o mundo que temos a reserva de água doce do planeta, junto com a maior produção. Se querem preservar, venham para Goiás e Mato Grosso para aprender como se preserva e se produz”, afirmou Caiado.

“Vamos mostrar a potência ambiental que é nosso país, produzindo alimentos com sustentabilidade e garantindo o desenvolvimento e a economia não apenas da Região do Araguaia. Nenhum país do mundo tem os ativos ambientais que o Brasil tem e esse trabalho de recuperação de nascentes e margens de rios é um esforço conjunto que será intensificado”, completou Mauro Mendes.

Águas Brasileiras

Durante o evento em Goiás, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, lançou o programa Águas Brasileiras, que tem o objetivo de ampliar a quantidade e a qualidade da água disponível para consumo e para o setor produtivo, de forma a fomentar o desenvolvimento regional e garantir mais qualidade de vida para a população.

“O grande objetivo desse programa é revitalizar as bacias hidrográficas nas regiões mais pobres do país, onde vivem quase 170 milhões de brasileiros. São essas populações que precisam ser assistidas, vistas e cuidadas. E são essas as regiões, como aqui no Araguaia e a bacia do Rio São Francisco, com as bacias mais importantes para preservação de nascentes e dos rios. É nisso que o Governo Federal vai trabalhar, com apoio dos Estados”, disse o ministro.

Parceiros

Também participaram do evento os deputados estaduais Dr.Gimenez e Max Russi, o presidente da MT Gás, Rafael Reis, o senador Wellington Fagundes, ministro Augusto Nardes, do TCU, Luiz Oliveira, presidente do Instituto Espinhaço, a secretária de Meio ambiente de Goiás, Andreia Vulcanis, e prefeitos da região.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here