Home Destaque Paulo Schuh não quer briga, mas garante combatividade como vereador
fullinterna_3
fullhome_1

Paulo Schuh não quer briga, mas garante combatividade como vereador


| Fonte: Da Redação NMT
Líder comunitário do Sagrada Família eleito vereador
Com trabalho destacado como líder comunitário no Sagrada Família, vereador eleito quer estender luta por todos os bairros de Rondonópolis. Foto - Reprodução

Os interessados em usar de recursos públicos para colocar seus interesses à frente dos de Rondonópolis, terão grandes problemas, a partir de agora.

Isso é o que garante Paulo Schuh (DC), o líder de bairro do Sagrada Família que foi um dos 21 vereadores eleitos no último dia 15 de novembro.

Mesma postura

Ao NMT, Paulo afirma que quer repetir, agora em prol de toda a cidade, a mesma energia que ficou conhecido lutando pela infraestrutura do local onde mora.

“A população viu em nosso nome uma esperança, por tudo que a gente cobrou pelo nosso bairro sagrada Família. Resolveram me dar essa oportunidade de trabalhar pela cidade”, analisa.

Perfil

O democrata cristão, dono de 1.136 votos, promete “não alisar” para quem não colocar a vontade da população em primeiro lugar.

“Uma das coisas que mais me irrita ver no representante público é demagogia em ver que as coisas estão erradas e mesmo assim ficar a favor”, posiciona-se.

Foco

Quanto ao futuro, o político de primeiro mandato não mostra ambições além de executar aquilo que se comprometeu com os eleitores.

“Quando vencer esse mandato, os quatro anos, eu quero deixar esse legado que o Paulo Schuh foi lá, deu o melhor dele e ajudou a desenvolver a cidade”, disse.

Metas

Um dos focos de trabalho do novo vereador, além da infraestrutura de bairros, será o de incentivar geração de emprego com proposituras que facilitem o empreendedorismo.

Para todas as missões que tem pela frente, todavia, assim como foi na campanha, Paulo não pretende sair de perto do grande time que criou à sua volta.

“Me destaquei cobrando a infraestrutura do meu bairro, juntamente com Associação e um grupo de moradores, eu não cheguei aqui sozinho. Por trás de tudo que eu fiz, sempre teve pessoas me ajudando e da mesma forma eu quero agora trabalhar”, resume.

Sem procurar briga, mas sem correr dela

O parlamentar eleito, aliás, diz que não está indo para a Casa de Leis atrás de brigas ou para bater de frente com a atual gestão. Inicialmente, afirma que não é esse o foco.

“Estou indo lá pra fiscalizar, trabalhar pela minha cidade. Nós vamos fazer o mandato voltado para a população, porque quem paga nosso salário é a população (…) Rondonópolis ganhou um fiscal do povo, não um vereador”, garante.

Primeiro projeto

Como sua primeira atuação legislativa, Paulo adianta que quer criar meios de incentivar aqueles que mantiverem seus terrenos bem cuidados.

“Os proprietários dos terrenos baldios que deixarem seus terrenos completamente gramados, que tenham uma porcentagem de desconto no IPTU. A gente vai ainda calcular isso aí, mas a gente tem em mente mais ou menos dessa forma”, sinaliza.

#MatoZero

Paulo enumera que o descaso e o matagal criado em muitos lotes abandonados acabam contribuindo com a criminalidade, dentre outros males para a população.

“Eu vou dar um exemplo: o Sagrada Família tem mais de três mil terrenos baldios, onde os proprietários não deixam esses terrenos limpos. Esse projeto vai movimentá-los a resolver isso, o que precisamos é a solução”, termina.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here