Home Editorias Brasil Vídeo: policial militar mata motorista de aplicativo em posto de combustível
fullinterna_3
fullinterna_1
fullhome_1

Vídeo: policial militar mata motorista de aplicativo em posto de combustível


| Fonte: O Dia
Policial militar mata motorista de aplicativo em posto de combustível
Um policial militar, lotado no 12º BPM (Niterói), é apontado como autor dos disparos que mataram o motorista de aplicativo Diego Soares Barone Campelo Sampaio, de 37 anos. O caso ocorreu no início da noite desta terça-feira (17), em um posto de combustível no bairro Pendotiba, em Niterói, na Região Metropolitana. O agente foi identificado como Giovani Peçanha de Athaíde. Ele já prestou depoimento e foi liberado.
De acordo com testemunhas, os dois teriam parado para abastecer, na Estrada Caetano Monteiro, quando houve uma discussão por conta da demora. Inicialmente, o policial discutiu com um frentista. Logo depois, a esposa de Daniel pediu para que o PM tirasse o carro do caminho, dando inicio a discussão.
Uma testemunha disse que Diego Soares saiu do carro e correu em direção ao policial, dando uma voadora, quando houve os disparos. A vitima foi atingida por pelo menos dois disparos. O motorista do aplicativo chegou a ser socorrido para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, mas não resistiu.
O circuito interno de segurança flagrou toda ação. As imagens já estão sendo analisadas pela polícia.
Assista:

Investigação

A arma usado pelo agente de segurança foi apreendida. A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí vai investigar o caso. Agentes da especializada passaram a noite ouvindo as testemunhas do caso.
À polícia, a mulher da vitima contou que não havia percebido que o policial estava armado.
“Ele saiu de dentro do carro, só que eu não vi que ele estava armado. Meu marido saiu. Quando meu marido chegou perto dele, ele já deu um tiro. Nisso que ele deu um tiro meu marido caiu”, contou a auxiliar de enfermagem Hellen Cristina Nascimento.
Em nota, a PM disse que o 12º BPM foi acionado para uma ocorrência com disparos de arma de fogo em um posto na Estrada Caetano Monteiro. No local, foi identificado que um dos envolvidos era um policial militar que estava de folga.
Aos colegas de farda, o PM contou que o motorista de aplicativo saiu do carro com o objetivo de agredi-lo. O policial disse que seu objetivo era apenas conter a situação e por isso atirou na direção de Daniel.
O tenente coronel Sylvio Guerra, comandante do 12º BPM disse que um inquérito interno será instaurado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here