Home Editorias Rondonópolis Rondonópolis se destaca com 94,8% no número de recuperados da Covid
fullinterna_3
fullinterna_1
fullinterna_3

Rondonópolis se destaca com 94,8% no número de recuperados da Covid


| Fonte:
Covid

Com 94,8% de recuperados do Coronavírus, a cidade de Rondonópolis se destaca entre as cidades que mais recupera da doença no Estado. O índice positivo foi possível através de medidas efetivas do município, como a instalação das chamadas “Unidades Sentinelas” para atendimento contra a Covid.

As clínicas adaptadas no município tem como objetivo principal descentralizar o atendimento de pessoas contaminadas. Uma vez que pacientes que não são diagnosticados com o vírus, possam ser tratados em outras unidades, sem o risco de saírem infectadas. Isso é o que relata o secretário de Saúde do município, Marcus Vinicius das Neves Lima.

“As unidades descentralizaram o atendimento que antes eram realizados todos na UPA. Então, acabavam concentrando as pessoas no mesmo local, e as pessoas que não estavam contaminadas, acabavam se contaminando por procurar o mesmo serviço clínico e Covid no mesmo lugar”, analisou o gestor da pasta.

No total, são cinco clínicas preparadas para receber suspeitos e confirmados pelo coronavírus, que são: Vila Olinda, Vila Rica, Cidade de Deus, Policlínica da Vila Itamaraty e Parque das Rosas.

Atendimento descentralizado

Com o atendimento descentralizado, as Unidades Sentinelas acompanham o estado de saúde que apresentam sintomas da doença. Entre as mais comuns está: tosse seca, cansaço e febre.

No local, os pacientes são medicados com remédios considerados ‘universais’, as quais são usadas em diversas situações. Entre os medicamentos está a Dipirona, a Dexclorfeniramina, a Azitromicina e a Invermectina.

“A gente não tem nenhum estudo ainda que comprove efetivamente, mas o que podemos dizer é que na prática melhorou muito”, analisa.

Para o secretário, a medicação oferecida aos pacientes sintomáticos foi o ‘ponto de virada’ no atendimento ao Coronavírus. Pois, segundo ele, foi possível controlar minimamente os casos e a cidade voltar às atividades pós-quarentena.

Cuidados devem seguir

Durante esta semana, o secretário interino de Saúde, Marcus Vinicius das Neves Lima, ressaltou em vídeo veiculado nas redes sociais a importância da conscientização da população local em relação ao Covid. O titular da pasta revelou que houve um aumento de procura no atendimento das unidades nas últimas semanas, devido à flexibilização da quarentena.

“Sabemos da importância da manutenção do comércio trabalhando, tanto para a vida das empresas quanto para a manutenção dos empregos e dos lares. Mas há uma necessidade de pedirmos para a população de que a flexibilização não é uma carta branca para que as pessoas possam fazer festas nos finais de semanas, convidando familiares e amigos”, alertou.

Lima destacou sobre a presença do vírus na cidade, que pode ser mais perigoso aos considerados ‘grupo de risco’ na doença. “Há a necessidade do cuidado consigo e com os demais. Principalmente as pessoas do grupo de risco: os idosos, pessoas com doenças crônicas, os obesos, pessoas que acabam sofrendo muito mais as consequências do covid”, disse.

Por fim, o secretário interino reforçou os cuidados que a população local deve continuar a ter, até que o perigo do vírus não seja eminente. “A nossa arma principal e fundamental é a conscientização da população. Que possamos tomar cuidado conosco e com os nossos próximos, para que juntos possamos vencer essa batalha”, finalizou.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here