Home Destaque Levantamento inédito detalha impactos da pandemia na economia de Rondonópolis
fullinterna_3
fullinterna_1
fullinterna_3

Levantamento inédito detalha impactos da pandemia na economia de Rondonópolis


| Fonte: Da Redação c/Assessoria
Levantamento inédito detalha impactos da pandemia na economia de Rondonópolis
Foto: A Tribuna

Uma pesquisa inédita encomendada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis (CDL) detalhou os impactos diretos da pandemia da Covid-19 em setores econômicos do município. O levantamento, publicado nesta segunda-feira (03), aponta para uma crise de mercado, tendo como consequências o fechamento de empresas e o desemprego, devido ao cenário de insegurança causado pela disseminação do novo coronavírus.

“Nós precisávamos de um estudo que pudesse nos dar a real dimensão da pandemia, do ponto de vista econômico, em nossa cidade e dentro das nossas empresas. Sabemos do grave momento pelo qual passamos e muito do que tivemos de resultado confirma algumas das previsões que já tínhamos após muitas conversas com o empresariado local”, explica Thiago Sperança, presidente da CDL de Rondonópolis. “De qualquer forma, o que esta pesquisa mostrou não muda nossa missão neste momento: seguir lutando e nos adequando a uma nova realidade, adotando, principalmente, medidas que garantam tanto nossa segurança quanto a sobrevida de nossos CNPJs”, completa.

De acordo com o CDL, o estudo foi realizado entre os dias 15 e 22 de junho e reuniu 120 entrevistas quantitativas como critério de amostragem. A pesquisa foi feita pela empresa Central CM – Planejamento e Inteligência, atuante no ramo há dez anos, prestadora de consultoria de negócios e produção de pesquisas com metodologias customizadas (core metrics).

Impactos

Com base nos relatos de proprietários e gestores locais dos diversos segmentos, em especial empresários de pequeno porte (com até 13 funcionários em média), 71,6% dos entrevistados disseram ter medo dos impactos da pandemia em seus negócios e, sobretudo, não descartam a falência. Destes, 40,7% já se dizem preocupados com fluxo de caixa comprometido, com 67,2% deles operando já abaixo do normal.

Do comércio, setor de serviços e agronegócio, 76,5% relataram queda nas vendas, a maioria com variações entre 26% e 45% desde o mês de março (38,6%). Para uma menor parcela dos entrevistados a queda ultrapassou a casa dos 81% do faturamento habitual (3,4%). A diminuição foi apontada tanto por empresários da região central quanto das regiões periféricas do município, segundo o estudo.

Fechamento do comércio

Quanto às medidas adotadas para a contenção da pandemia, o fechamento do comércio local e outras atividades foi reprovado por 79,2% dos entrevistados. Em contrapartida, a maioria absoluta (98,2%) concorda com a adoção de processos de higienização e adaptação dos estabelecimentos para proporcionar maior segurança aos clientes e colaboradores.

Gestão

Diante da pandemia, a rotina dos empresários passou por uma série de alterações. Para conter os gastos, 80,8% adotaram maior controle financeiro, 40,3% com redução real nos custos. Para a maioria, os cortes chegam a 30% .

Conforme o levantamento, os empresários de Rondonópolis estão tentando se adaptar, também, a novas modalidades de negócio. Como ferramenta de venda, 60,9% consideram atuar no comércio digital. Outros 68,6% dos entrevistados afirmam que estão diversificando seu portfólio de produtos e serviços para atender melhor a demanda de mercado.

Emprego

Sobre os empregos, a pesquisa aponta que 50% dos entrevistados afirmaram ter feito ou considerado fazer demissões em suas empresas. A maioria (31,6%) calcula a redução entre 10% e 20% no quadro atual de funcionários.

Além disso, o estudo mostra que 69,6% dos entrevistados discordam em adotar o chamado home office para algum setor ou colaborador específico de sua empresa.

megafullhome_meio

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here