Home Editorias Mato Grosso Palhaços levam alegria a pacientes por chamada de vídeo em MT
fullinterna_3
fullinterna_1
fullinterna5

Palhaços levam alegria a pacientes por chamada de vídeo em MT


| Fonte: Gazeta Digital
Palhaços levam alegria a pacientes por chamada de vídeo
Divulgação

Uma dose de alegria no dia e muitas risadas fazem a diferença na recuperação de quem está internado em hospital. Há 10 anos Operação Só Ria leva diversão a pacientes da região, com palhaços coloridos e piadas que arrancam gargalhadas de crianças e adultos.

Por causa da pandemia as visitas foram suspensas, no entanto, mesmo com a impossibilidade da presença física, os palhaços buscaram alternativa de continuar com o trabalho. A saída foi interagir com o público por meio de vídeo chamadas.

“A gente avisa o pessoal que vai fazer a visita com o dia e horário, aí eles liberam o wi fi para os visitantes. Cada palhaço adota um paciente e a gente faz a visita por vídeochamada. Não é a mesma coisa que pessoalmente, mas é uma alternativa de levar um pouco de alegria para quem está no hospital”, conta Aluísio Campos Carvalho Júnior, dentista e palhaço fundador do grupo.

De acordo com o fundador, ele sempre foi uma pessoa extrovertida e uma amiga falou de um curso de palhaço em Belo Horizonte. Ele fez o curso em 2009 e passou a visitar hospitais de Cuiabá. A primeira participação foi no Natal daquele ano, na Santa Casa de Misericórdia.

“Foi muito legal e eu percebi que poderia fazer mais. Fundei o curso de palhaços, que são direcionados ao projeto nos hospitais. A cada ano são formados entre 50 e 60 pessoas”, conta o artista.

Os novos palhaços que quiserem entrar para o grupo passam por avaliação e depois são direcionados o para os hospitais. “É um trabalho que exige perseverança, dedicação e amor”, relata. O curso de palhaço social dura 2 meses.

Desde então, o projeto se expandiu e tem convênio para visitação nos hospitais Santa Casa de Misericórdia, Santa Helena, Santa Rosa, Hospital de Câncer, Hospital Universitário Júlio Muller, Hospital Municipal de Cuiabá e Hospital Metropolitano de Várzea Grande.

Visitas virtuais

Antes da pandemia, as apresentações eram feitas em regime de escala, de quinta-feira a domingo. Por conta do isolamento social e segurança dos pacientes nas unidades, as visitas virtuais ocorrem todas as quartas-feiras.

“Cada voluntário adota um paciente e liga para ele no dia marcado no hospital”, relata Aluísio Junior. A visita online é previamente combinada com o hospital, que fornece a lista de pacientes internados no dia para que os voluntários liguem.

De acordo com Aluísio, a inovação tem sido recebida com muita alegria. “Tem sido muito divertido. Eles ficam muito contentes, é uma novidade, uma surpresa. Às vezes passam o dia todo só assistindo TV aí aparece um palhaço”, relatou.

Youtube

Além das visitas virtuais, os palhaços têm gravados vídeos que são distribuídos aos pacientes. As filmagens ficam disponíveis no youtube.

Conforme informações, esse mês, o grupo distribuiu máscaras com carinhas felizes aos pacientes, visitantes e servidores do Hospital de Câncer. Os produtos foram confeccionados com patrocínio obtido pelo grupo.

Para a manutenção das atividades, o Operação Só Ria tem mantenedores que fornecem doações mensais. Entretanto, toda ajuda é bem vinda e quem quizer apoiar o projeto pode entrar em contato pelas redes sociais.

Além disso, nessa década, o grupo cresceu não só no número de voluntários, há filiais em Lucas do Rio Verde e Ji- Paraná. Conheça mais sobre o projeto no Instaram @OperaçãoSoria.

 

 

megafullhome_meio

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here