Home Chicote Bolsonaro indica apoio a Medeiros para eleição ao Senado de MT
fullinterna_3
fullinterna_1
fullinterna_3

Bolsonaro indica apoio a Medeiros para eleição ao Senado de MT


| Fonte: Da Redação NMT
Com bom humor, presidente diz que "votará em ceguinho", fazendo referência ao óculos que Medeiros usa para se recuperar de cirurgia oftalmológica. Foto - Reprodução

O presidente da República, Jair Bolsonaro (SEM PARTIDO), recebeu congressistas membros da Frente Parlamentar Agropecuária e outros aliados para um café da manhã no Palácio do Planalto, na manhã desta quarta-feira (12), e em tom de brincadeira mostrou que não deve ficar neutro nas eleições fora de época para o Senado Federal que ocorrerão dia 26 de abril em Mato Grosso. Para substituir a cassada Selma Arruda (PODE), Bolsonaro sinalizou que deve apoiar o deputado federal e seu vice-líder na Câmara, José Medeiros (PODE).

O mandatário do país estava sorridente no encontro com os parlamentares e falou pessoalmente com alguns deputados e senadores, dentre eles o próprio mato-grossense (PODE).

Bolsonaro tocou no assunto da eleição fora de época de Mato Grosso e não somente ao pé do ouvido do aliado, mas em alto e bom som, fato presenciado por outros membros da bancada mato-grossense. O presidente chamou a atenção quando disse que “votará no ceguinho”, apontando para Medeiros e arrancando risos de muita gente próxima.

A fala do presidente se deu em virtude dos óculos escuros que o deputado de Mato Grosso está precisando usar em todo tipo de ambiente, em virtude de estar se recuperando de uma cirurgia oftalmológica.

O que pode ter sido a confirmação do apoio daquele que é apontado por pesquisas como o maior influenciador de votos no estado, frustra os planos de boa parte dos prováveis adversários de Medeiros que trabalham nos bastidores para ter Bolsonaro neutro no pleito. A situação também confirma o rompimento de relações mais próximas do presidente com o deputado federal, Nelson Barbudo (PSL).

O político do PSL, aliás, que foi o mais votado de 2018 para a Câmara Federal em Mato Grosso, já até anunciou que migrará para o ALIANÇA PELO BRASIL, partido que deve ser criado neste ano e que terá o comando total de Bolsonaro.

O problema, porém, foi o posicionamento de Barbudo em meio a crise entre o presidente e o deputado federal que é líder nacional do PSL, Luciano Bivar, que culminou na saída do primeiro da agremiação. O mato-grossense ficou próximo da ala do partido que ficou do lado de Bivar na “briga” e afirmou que foi o líder partidário que “salvou o Brasil” ao dar a legenda para Bolsonaro concorrer, o que desagradou bolsonaristas e ao próprio chefe da República.

Veja a fala do presidente:

 

megafullhome_meio

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here