Home Chicote Governador expõe mentiras de Pátio e revela revolta seletiva do prefeito
fullinterna_3
fullinterna_1
fullinterna_3

Governador expõe mentiras de Pátio e revela revolta seletiva do prefeito


| Fonte: Da Redação NMT
Governador pede respeito ao prefeito e acusa Pátio de se omitir frente a dívidas com a cidade na era Pedro Taques. Foto - Marcos Vergueiro/SECOM/MT

A visita recente do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), na cidade de Rondonópolis foi reveladora. A própria entrega da recuperação completa do Anel Viário, ato que trouxe o gestor estadual até a maior cidade do interior, por si só seria um fato para contrapor as insistentes falas do prefeito local, Zé do Pátio (SD), que indica com certa rotina que Mendes “abandonou” a cidade.

 

Mas o governador quis mais e foi até a televisão para atribuir, com números, a pecha de mentiroso ao político do SOLIDARIEDADE. Em entrevista ao apresentador Jota Lima, do Programa “Cidade Agora” (TV Cidade Record), Mendes enviou seu recado ao prefeito e disse ser um homem que gosta de trabalhar com a verdade.

 

“O prefeito tem uma característica um pouco diferente da minha. Primeiro, eu falo muito a verdade, não tenho esse negócio de conversa fiada (…) O prefeito Zé do Pátio, por exemplo, era “amiguinho” do Pedro Taques (PSDB) (ex-governador), que saiu e deixou uma dívida de R$ 30 milhões só com a saúde da cidade de Rondonópolis. Abriu um monte de obra aqui e não terminou. Eu não sou amiguinho dele (Pátio), mas meu compromisso não é com prefeito e sim com a cidade de Rondonópolis (…) Ele (Pátio) fala que não ajudamos nada, mas só na saúde pública nosso Governo mandou para a Prefeitura de Rondonópolis R$ 50 milhões. Deste total, R$ 14,5 milhões eram dívidas da época do Pedro Taques, que era “amiguinho” dele (Pátio), mas não pagava”, retrucou Mendes.

 

Pouco antes, Mendes e Pátio tiveram um encontro cara a cara em evento público, quando o governador teve de ouvir pessoalmente as provocações do prefeito. O gestor municipal se auto-elogiou e afirmou que tem feito “as coisas pela cidade, sem olhar de quem é a competência”. Segundo Pátio, o secretário de Segurança Pública de Mato Grosso estará na cidade, em breve, para entregar rádios digitais que foram adquiridos com dinheiro que o Município passou para o Governo do Estado, buscando modernizar o trabalho das forças policiais na cidade.

 

O desconforto causado pelo prefeito era nítido, bem como era visível que o tom é uma repetição de sua principal estratégia eleitoral: o vitimismo. Mais tarde, a réplica aportada em dados oficiais de Mendes, já na TV, mostra sua gestão, de fato, mais comprometida com a cidade que a de seu antecessor, tido como “blindado” das críticas de Pátio. .

 

A constatação de que o prefeito muda sua opinião de acordo com a conveniência e que segue, cada vez mais, sendo um personagem político que não tem problemas em comprar grandes brigas se isso fazer parte do seu show pela reeleição, o isola e consecutivamente coloca em risco a cidade.

 

Por mais que o governador reitere que seu compromisso é com Rondonópolis e não com o prefeito, em um momento que ele tenha que definir, até pela escassez de orçamento, entre a cidade comandada por Pátio ou a de alguém que o respeite, não há dúvidas sobre o que irá fazer. “Eu tenho respeito com os prefeitos de qualquer cidade de Mato Grosso. Agora, eles também têm que me tratar com respeito. Tratar com respeito é falar a verdade”, resumiu Mauro Mendes.

Veja abaixo a participação polêmica de Mauro Mendes na TV:

megafullhome_meio

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here