Home Educação MEC investigará gestores da UFMT
fullinterna_3
fullinterna_1
fullinterna_3

MEC investigará gestores da UFMT


| Fonte: Folha Max

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, vai adotar medidas emergenciais para a religação imediata de energia elétrica nos quatro campi que compõem a Universidade. O ministro irá ainda tomar as medidas cabíveis tanto administrativas como judiciais para a responsabilização dos envolvidos pela má gestão na UFMT.

O ministro tomou conhecimento da situação na última quinta-feira (11) quando chamou a reitora ao Ministério e autorizou o repasse de R$ 4,5 milhões para que pagasse as contas de energia em atraso.

Os valores, herdados no governo anterior, correspondem ao montante de R$ 1,8 milhão. A liberação do limite de empenho foi realizada na sexta-feira da semana passada com o compromisso da reitora para o pagamento imediato da referida dívida.

Porém, nesta terça-feira a Energisa – concessionária de energia elétrica – cortou o fornecimento de luz na UFMT. A instituição confirmou a existência de 6 contas em atraso (4 referentes a 2018 e outras 2 sobre o mês ano de 2019).

A UFMT não confirmou o valor do débito.

megafullhome_meio

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here