Home Chicote Leitão, Campos e Fávaro se unem por chapa com apoio de três...
fullhome_2
fullinterna_1
fullinterna_3

Leitão, Campos e Fávaro se unem por chapa com apoio de três ministros de Bolsonaro


| Fonte: Da Redação NMT
Trio teria apoio de Onyx, Tereza Cristina e Ricardo Salles para manter Bolsonaro neutro na eleição, além de forçarem Mauro Mendes para a mesma condição. Foto - Montagem OD

Os ex-deputados federais, Nilson Leitão (PSDB) e Júlio Campos (DEM) – que também já foi governador e senador – além do ex-vice-governador, Carlos Fávaro (PSD), se uniram para tentar abocanhar a disputada vaga para o Senado, que se abriu com a cassação da ex-juíza, Selma Arruda (PODE). Os três podem, até mesmo, estarem juntos numa mesma chapa visando o pleito marcado para 26 de abril. O grupo, inclusive, contaria com o apoio sinalizado de três ministros de Jair Bolsonaro (SEM PARTIDO): Onyx Lorenzoni (DEM), da Casa Civil, Tereza Cristina (DEM), da Agricultura de Pecuária, e Ricardo Salles (SEM PARTIDO), do Meio Ambiente.

O trio de mato-grossenses esteve por Brasília, nos últimos dias, conversando com conselheiros políticos do presidente no sentido de neutralizá-lo na eleição extemporânea. O recado direto enviado é que “não compensa para o atual mandatário da nação satisfazer um candidato e seu partido em detrimento a tantos outros, que terão concorrentes que não só votaram em Bolsonaro como fizeram campanha”. Segundo todas as pesquisas de consumo interno contratadas por vários grupos políticos de Mato Grosso, um eventual apoio direto do presidente da República seria tornar um potencial nome como praticamente imbatível no estado. Nenhum dos três, porém, se vê na condição de receber tal benção.

Do trio, Júlio é, sem dúvida, dentre todos os pré-candidatos ventilados, aquele que reúne maior rejeição. A união com Fávaro e Leitão serve para ampliar seu teto, que hoje lhe renderia, talvez, uma vitória para a Assembleia Legislativa ou Câmara Federal. Leitão, que chegou há pouco tempo ao posto de líder nacional do PSDB na Câmara, é o grande responsável pelo caminho criado com os ministros. Ele é amigo pessoal de Tereza Cristina, com quem conviveu quando presidia a Frente Parlamentar da Agropecuária – FPA, além ter bom relacionamento pessoal com Salles, que embora nunca tenha sido tucano sempre foi alguém a voar muito perto do ninho, tendo sido secretário de Geraldo Alckmin (PSDB), em São Paulo.

Já com Onyx, a proximidade de Leitão também foi fundamental, mas a questão partidária com Júlio foi preponderante para atingir o objetivo de ter seu apoio. O ministro será um dos responsáveis por tentar abafar em Bolsonaro qualquer intenção de anunciar apoio ou de ir até o estado pedir votos. Leitão concorreu e perdeu em 2018 para o mesmo Senado Federal e tem confidenciado a pessoas próximas que uma nova derrota será muito impactante em sua trajetória. Já Fávaro, apesar de ter sido o terceiro colocado na disputado de dois anos atrás para o alto parlamento, está longe de ser favorito, sobretudo depois do surgimento da pré-candidatura de Otaviano Pivetta (PDT). Da mesma cidade, Lucas do Rio Verde, os dois são adversários políticos e representam o mesmo setor.

Uma mesma chapa composta por Leitão, Fávaro e Júlio seria um exercício de humildade aos dois que tiverem de ficar na suplência, mas ao mesmo tempo de um realismo capaz de colocá-los mais próximos da vitória, algo que separadamente passam bem longe, atualmente. A possibilidade de andarem juntos, aliás, já teria sido validada até pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, o que possui peso até para tirar holofotes do rosto do milionário Otaviano. Com a composição, o atual vice-governador também não teria chances de ter em seu palanque o governador Mauro Mendes (DEM), que assim como Bolsonaro, dentro destas condições, caminharia para a neutralidade.

 

megafullhome_meio
RodapeMat2

1 COMMENT

  1. Se essa cambada, com ou sem apoio de ministros do governo Bolsonaro, estiverem todos na lista de candidatos à disposição dos eleitores, o jeito é ir até a urna TECLAR ZERO e confirmar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here